quarta-feira, 30 de junho de 2010

Fèrias!!!!!!!!!!!!!!!!

Meus queridos amigos e companheiros desta mesma viagem,apartir de hoje estarei :
 Oficialmente de Férias!!!!!!!!!!!!
Portanto se me sentirem ausente,não comentando tanto,nem publicando tantas vezes já sabem porque motivo eu não o faço.
Desde já agradeço a vossa sempre simpatica e carinhosa maneira de me acolherem nos vossos cantinhos e tambem no meu.
Não se esqueçam de mim....pois eu voltarei sempre que possivél.
Um bjinho cheio de Luar para todos.

O mar pode bailar encrespado, mas também pode cantar aquele canto mágico,
 que nos salpica a cara de sal, nos pode enlaçar nas ondas
 como uma cama de espuma, mas pode se enfurecer e provocar em nós a solidão da saudade!
 Mas teu canto sereno...como tu mar, sempre serás em mim, amor nostalgia e encanto.  
Ao Sol. passo a ter a alegria de um dia atras de outro, sem nada mais esperar.
Porque para mim.... Basta-me viver!!!!

terça-feira, 29 de junho de 2010

Voa

E se...
E se...eu ganhasse o poder de Voar...
E se eu fosse contemplada com umas asas...
E se...
E se... a oferta...fosse...
A Liberdade.
Voar...para a Liberdade.
Conseguirás vêr o que eu vejo...?
Quererás o que eu quero...?
Conseguirás escutar o que escuto...?
Daqui donde me encontro...Agora.
Conseguirias estender-me a mão e apenas comigo Voar....
Juntos de mãos dadas....voarmos num voo sem destino...apenas ao sabor de uma nova atmosfera...?
Shiuuuu...........
Fecha os olhos.....e....
                                  ... Voa    .... comigo....
                                                                         ...Voa......

              ....Voa....                      ...Voa....

sábado, 26 de junho de 2010

A lenda do Apanhador de Sonhos-"Dreamcatcher"

Apanhador de Sonhos

Ouça a minha oração silenciosa
Atenda meu apelo silencioso
Quando a escuridão e o azul do céu te envolverem...
Passe em meu suspiro
Olhe dentro da luz
Você saberá que eu te encontrei....

                                                                                                        Dreamcatcher by Secret Garden



Há muito tempo atrás, quando o mundo era jovem, um antigo líder espiritual Lakota estava em uma alta montanha e teve uma visão.
Em sua visão, Iktomi, o malandro e grande mestre de sabedoria, apareceu sob a forma de uma aranha.
Iktomi falou com ele em uma língua sagrada que só os líderes espirituais Lakota conseguiam entender.
Enquanto Iktomi falava, pegou um aro de salgueiro que tinha penas, crina de cavalo, miçangas e oferendas e sobre ele começou a girar uma teia.
Ele falou com o irmão sobre os ciclos de vida ... e como começamos nossa vida como crianças e passamos para a adolescência e, em seguida à idade adulta. Finalmente, vamos para a idade em que deve ser tomado cuidado com as crianças, completando o ciclo.

"Mas", disse Iktomi enquanto continuava a girar sua rede, "em cada momento da vida há muitas forças - algumas boas e outras ruins. Se você ouvir as forças do bem, eles vão orientar você na direção certa. Mas Se você ouvir as forças ruins, eles vão te machucar e dirigi-lo na direção errada ".

Ele continuou: "Há muitas forças e direções diferentes que podem ajudar ou interferir com a harmonia da natureza, e também com o grande espírito e todos os seus ensinamentos maravilhosos. " [...]

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Catarina

Fiquei, apenas vendo Catarina afastar-se.
Sua figura era calma e em passos vagarosos pisou a areia da praia.Não havia muita gente o vento era forte e sacudia os seus cabelos,afstou-os da cara e proseguiu...calmamente.
A maresia era poderosa, aliada da paz que sentia naquele momento.
Nem triste,nem contente,melancolicamente vagarosa nos seus passos em direcção ao mar.
Segurava na mão as suas sandálias e eu fiquei apenas observando a sua figura afastar-se.
Despida de nada passeou-se por momentos naquela praia.Não olhava o mar como parecia,mas olhava o infinito horizonte, como uma meta que gostaria de um dia alcançar.
Eu consegui entrar no seu pensamento e descobri que, Catarina gostaria de ter um barco e partir numa viagem.Sem bagagem,apenas levaria consigo o que era seu e partiria sem rumo sem destino,apenas tentando alcançar o que se vê e não se alcança....jamais.
Deixa-a sosinha na sua viagem e parti de regresso a casa.Alguêm importante para mim me esperava.
Catarina ficou naquela praia por muito mais tempo...sonhando.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Voa e vêm....

"...A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar..."

                                                 Vinicius de Moraes


Voa felicidade, voa e vêm aqui buscar-me…
Aprendi a não chamar-te demais, apenas esperar ...
Porque sei que por vezes apareces
Quando meu coração apertado e trêmulo
Se sente cheio de nada,de uma espera em vão 
Depois se solta de jeito desengonçado
Só para vêr ela voar...de novo...

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Cansaço





O que há em mim é sobretudo cansaço —
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto em alguém,
Essas coisas todas —
Essas e o que falta nelas eternamente —;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada —
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...
E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço,
Íssimno, íssimo, íssimo,
Cansaço...



Álvaro de Campos, in "Poemas"

Heterónimo de Fernando Pessoa

segunda-feira, 14 de junho de 2010

A minha cidade,a minha vila,a minha paixão


Gosto de caminhar no meio da multidão que quase se atropela na cidade onde nasci.
A correria desenfreada, para atravessar a estrada a cada sinal de peão verde.
A correria desenfreada, que as pessoas hoje em dia se proposicionam,porque assim têm de o ser.
Eu passeo devagar...um passo de cada vez...um corpo que se move com calmaria.
Já nada me espera.
Já não há nada, que me faça correr assim....
Posso usufruir da paisagem,tenho tempo de apreciar as expressões das pessoas,de escutar alguns comentários, algumas conversas, na esplanada que tanto gosto de me sentar por uns momentos e apenas...apenas observar ou apenas deixar o pensamento divagar...
Este Sol que me acompanha,que me aquece... o corpo...a alma.
Que me bronzea os braços a descoberto.
Dá-me vida!
Dá-me força!
Faz-me fechar os olhos,balançar a cabeça para tras,tirar os oculos escuros e sentir ele tocando na minha face como se, de um beijo teu, se tratasse.
Aquele beijo....que á tanto tempo se foi....apenas sobrevive na memoria.
Aquele abraço desejado...que á tanto tempo se foi....apenas sentido com o  pensar.
Agora sei,sei te dizer por quem me apaixonei de verdade.
Um dia apaixonei-me pelo Amor.
Um dia apaixinei-me,pelo teu Amor...não por ti.
Um grito de uma gaivota,acorda-me para a realidade.
Abro meus olhos e aprecio o seu voar....que se desenha abaixo das nuvens, que salpicam o azul do cêu, de branco.
Que lindo é este momento.
Que lindo é poder ter tempo,disponibilidade de usufruir destes momentos.
Que nostálgico e belo é este momento.
Sim...,ás vezes sinto-me perdida.  Mas logo porêm, encontro um momento assim e sei que posso sempre olhar o céu, e me reconfortar.
Imaginar tudo ao contrario....
Se eu vivesse numa nuvem e podesse vêr a terra de lá...será que te encontraria...?.
Porque nesta cidade que não é assim tão grande,eu nunca mais te encontrei....
Mas sei que sempre que fechar meus olhos encontro-te bem perto de mim.
Embora tão longe sinto-te tão perto.
 Estás dentro do meu pensamento.
E chega a hora de partir para a minha Vila.

Vila encantada.
Vila de histórias, de principes e princesas
De histórias de encantar,
De castelos e palácios
Jardins para namorar.
Vila encantada onde fui encontar
O lugar do meu viver.
Quem sabe se um dia uma história eu contarei,
Dum Amor por quem eu me apaixonei
E não mais o encontrei....

sábado, 12 de junho de 2010

Um blog cheio de charme...

...ou uma Lua!!!Não resisti....


Ahhhhhhh....como eu  estava precisando de um miminho assim!
Um miminho,pra me alegrar!!!!!!
Obrigada minha querida Kénia com seu lindo,chic,e cheio de charme blog, Implusiva http://falaimpulsiva.blogspot.com/
Agora vou aproveitar para contar o que me lembrei assim que vi o selinho com que fui presenteada.
Lembrei de uma musica antiga que eu sempre gostei bastante.Por a achar alegre,mexida e com uma letra bonita.
E lembrei-me tambem, quando visitei o Alcides e seu blog Abismo Nocturno,pela primeira vez,talvez á uns dois anos atras,mas não tenho bem a certeza.
Caí nesse blog não me lembro como...mas lembro que foi lá que recordei esta musica que ele tinha postado,depois claro as palavras mágicas que tambem apreciei bastante.Por fim com tudo isto resultou uma amizade singela e umas parcerias muito bonitas.
Estas palavras nada têm a haver com o selinho!Mas....quis partilhar estes pensamentos.
Este selinho não têm regras,apenas nomear 10 blogs e avisa-los que foram presenteados.E claro,agradecer á pessoa que nos ofereceu .Isso eu já fiz!!!
Agora....vou nomear 10 blogs,que eu acho muito injusto....pois todos os blogs que eu visito são Cheios de Charme!

Abismo Nocturno
Vampire & wicca
Sonhadora
Beijinhos Embrulhados
Fê-blue bird
Angel in the Dark
Dark Angel
JACARÈE
Santo&Pecador
*lua*
Lua Nova
Blog da Lu  ....e muitos muitos e muitos mais que são cheios de charme!!!


Musica neste post-"Cheia de Charme"-Guilherme Arantes

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Pra quê...?

     Se  partilharmos aquilo que sentimos ,o medo não têm lugar.
               O medo só cresce se nós o sofrermos em silêncio.


          Nada, absolutamente nada neste mundo, é nosso.
                E então por que ter medo?
                  De quem ter medo?
                                                         Mahatma Gandhi


Balançar

Pedes-me um tempo,

para balanço de vida.
Mas eu sou de letras,
não me sei dividir.
Para mim um balanço
é mesmo balançar,
balançar até dar balanço
e sair..
Pedes-me um sonho,
para fazer de chão.
Mas eu desses não tenho,
só dos de voar.

Agarras a minha mão
com a tua mão
e prendes-me a dizer
que me estás a salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração...

Pedes o mundo
dentro das mãos fechadas
e o que cabe é pouco
mas é tudo o que tens.
Esqueces que às vezes,
quando falha o chão,
o salto é sem rede
e tens de abrir as mãos.

Pedes-me um sonho
para juntar os pedaços
mas nem tudo o que parte
se volta a colar.
E agarras a minha mão
com a tua mão e prendes-me
e dizes-me para te salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração.


terça-feira, 8 de junho de 2010

Felicidade em koma

O que é o coma?


A palavra coma vem da palavra grega koma, que significa "estado de dormir." Mas estar em coma não é o mesmo que estar a dormir. Nós podemos acordar uma pessoa que está a dormir ao falar com ela ou simplesmente encostando-nos a ela. O mesmo não é verdadeiro para o paciente em coma, que está vivo e respira, mas tão inconscientemente que não pode responder a qualquer estímulo (como dor ou o som de uma voz) ou fazer nenhum movimento voluntário. O cérebro ainda está funcionando, mas em seu nível mais básico. Para entender isso, antes precisamos rever as partes do cérebro e como elas funcionam.
Este é tipico coma que conhecemos ou nos habituamos a ouvir falar.
E o outro tipo de coma?Aquele koma da palavra grega?
O que é o outro tipo de koma que certas pessoas vivem,hoje em dia...?
O koma da felicidade.
O fingir que se é feliz ou pior que isso, simplesmente desistir da felicidade.
-Felicidade em koma.
-Relacionamentos em koma.
-Empregos em koma.
-Casamentos em koma.
Enfim um vida inteita em koma.
Baixa-se os braços,atira-se a toalha ao chão e desiste-se simplesmente de ser feliz.
Isto não será parecido ao koma...?
Existem em cada caso várias razões para se desistir da felicidade....ser-se infeliz.Passar a viver em koma.
Primeiro quando as coisas aparecem do nada acha-se que é passageiro,depois a pouco e pouco tentamos mudar, o outro ou nós propios e aí vêm a chamada frustação.
 Frustação porque ao fim de um tempo assistimos de primeira fila que tudo foi em vão,que nós não aguentamos uma vida inteira de, faz de conta.
Geram-se discussões.Outras vezes simplesmente se instala o silêncio.Apenas e somente o silêncio.Mesmo que se tente dialogar do outro lado só se escuta o silêncio.
Passados anos.... aparece o vazio.
Quando este aparece já não há volta a dár.Tudo emocionalmente se tornou um espaço frio e escuro.Onde não existe nem luz solar nem alimento para que se possa sobreviver.Morresse!
Uma morte lenta e demais dolorosa.
Interiormente tudo morre.
E o que faz com que se continue a viver em koma...?
A passividade...,o comodismo...,a situação vai-se arrastando.
Existe muito mais que um simples click,existe uma vida,várias pessoas,variadissimas situações que levam a permanecer em koma.
Será que o medo,tambem faz parte desse koma, que se vive?
Um arrepio invisivél que sobe pela espinha,só de pensar em partir para o desconhecido...?
Há quem lhe chame cobardia.
Possivélmente estará certo.
Mas por detrás de uma situação em koma, seja ela qual for existe muito mais que uma simples designação.
Existe certamente muito mais e não será certo fazer juizos de valor,com aquilo que não sabemos.
Muitas vezes designam;
"Os motivos sem motivos"
Valerá viver em koma por tempo inderterminado...?
Não seria melhor "desligar" a maquina e assistir naturalmente ao renascimento ou morte do propio...?
Neste coma que eu falo,o coma da felicidade,só nós temos o poder de o fazer....só nós propios saberemos se devemos ou podemos "desligar" ou não.
 
 
 
 

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Não sou

Hoje não sou boa companhia.
Hoje  tenho a consciência dos actos que gostaria de cometer.
Hoje não te olho nos olhos,para que não vejas a mágoa que me vai na alma.
Hoje não sai da minha boca, o que não deves escutar.
Resigno-me ao silêncio das palavras crueis, que me apetecia dizer-te.
Hoje deixo a minha frontalidade de lado,porque não é,o nada, que me apetece dizer-te.
Porque até devia...mas não me apetece magoar-te ...
Será...?!
E as magoas que calo cá dentro...hoje...
Que faço com elas....?
Nada!
Apenas te observo...e....
....fecho os meus olhos, não te olho,travo as lagrimas, para não cairem.
Mas quanto mais fecho os olhos,mais vejo o que me magoa.
 Então hoje prefiro bater a porta. E corro....voo como um falcão...,como carro acelarado....,como papagaio de papel solto ao vento.
Nos ouvidos escuto musica alta,para que nem consiga escutar, o que por mim passa.
Porque....
Hoje...hoje não sou boa companhia.

domingo, 6 de junho de 2010

(...)


Para compreender as pessoas devo tentar escutar o que elas não dizem, ou até mesmo o que elas talvez nunca venham a dizer.


                                                                         Frase de John Powell

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Coração enlouquecido


 Pobre coração...
Porque finges...?
Pobre coração...
Porque finges que não te apaixonas-te...
Mesmo depois de te terem dito
Não .... !
Aquela presença
Teve  um poder misterioso
As palavras,
O motivo das  incertezas,
Do escrever ,
Dos medos,
Do  coração, querer
A forma,
Doce e suave,
Capaz de calar,
De  fazer acreditar,
No possivél sonho alcançar
A forma ,
Que enfeitiçou
Aquele coração,
A essência,
Que abriu guerra com a Razão
Um beijo imaginativo,
Fascinação...
 Um beijo de sonho,
Um beijo de desejo,
Um beijo  anseado..
Um beijo  esperado
Mas ...
Um beijo
Apenas um beijo
Será o que pediu...?
Será?
Apenas um beijo
Que  espera
Pobre coração...
Espera...
Pela hora da chegada
Espera...
Ansioso pelo sorriso,
Pelo dedilhar, sobre o  corpo
Pelo toque, finalmente chegar...
 Pobre coração...
Que só sabe desejar...


terça-feira, 1 de junho de 2010

Tarde demais


Se ainda me olhas...e não me recolheces...
Não te admires...
Eu sou feita de vento,
Nem sempre forte,nem sem brisa.
Por vezes num turbilhão de emoções,viro furacão.
Se ainda me olhas...e não me recolheces...
Não te admires...
Eu sou feita de serra e de mar,
Nem sempre neblina,nem sempre onda encrespada.
Mas...se um dia...mais tarde no tempo...me olhares...
E me conseguires,recolhecer...e te admirares...,
Foge!
Já não é mais tempo...
                              ...para me amares.