sexta-feira, 29 de maio de 2009

Recomeçar


"Como todos os começos,os recomeços,são tambem uma apredizagem."


" Estou além sono, num sonho de papel,
fio de ópio, sombra chinesa tatuada no céu.
Hoje não me apetece ser do contra,
uma enfant terrible
Quero apenas os novos códigos,
quero apenas entrar e participar.
Cruzar-me num sonho que seja possivel para ambos."



Recomeçar , é tempo de recomeçar.Em qualquer situação podemos abrir novas portas, conhecer novos lugares, novas pessoas, ter outros sonhos. Renovar o nosso compromisso com a vida e assim, renascer para a vida e alcançar a felicidade.Não importa quem te feriu, o importante é que você ficou.Não interessa o que te faltou, tudo pode ser conquistado.Não se ligue em quem te traiu, você foi fiel.Ou vice-versa...


"És o meu anjo da guarda e eu dou-te trabalho....
Tu és o meu "Homem-livro",o meu agasalho.
Que lê para mim todas as noites,
Que me levanta sempre que caio.
Como eu gostava de retribuir.
Como eu gostava de aprender a pedir..."


Não se lamente por quem se foi, cada um tem seu tempo.Não reclame da dor, ela é a conselheira que nos chama de volta ao caminho.Não se espante com as pessoas, cada um carrega dentro de si, dores e marcas que alteram o seu comportamento, ora estamos felizes e transbordamos de alegria e paz, ora estamos melancólicos e só queremos ficar sozinhos...O mundo está cheio de novas oportunidades, basta olhar para a terra depois da chuva. Veja quantas plantinhas estão surgindo, como o verde se espalha mais bonito e forte depois da tempestade.As portas se abrem para os que não tem medo de enfrentar as adversidades da vida, para os que caíram, mas se levantam com o brilho de vitória nos olhos.


"Quando as palavras não dizem o que somos."
"A cidade está submersa numa manhã chuvosa.
Pântanos e dinossauros tomam de assalto as avenidas.
A menina tem insonias e só ás vezes dorme.
Desaparece e acorda com fome.Esta é a minha nova dor.
Diz-lhe olá,não a faças esperar"


Todo o caminho tem duas mãos, uma que seguimos ainda com passos inseguros, com medo, porque não sabemos ainda o que vamos encontrar lá na frente, na volta, mesmo derrotados, já sabemos o que tem no caminho, e quando um dia, resolvemos enfrentar os nossos medos e fazer essa viagem novamente, somos mais fortes, nossos passos são mais firmes, já sabemos onde e como chegar ao destino, o destino é a vitória, o seu destino é ser feliz, eu creio nisso, e você?Você está pronto para recomeçar...


"Quando as palavras não dizem o que somos...
Gastamos em tinta o que prometemos em sonhos.
Quando as palavras não dizem o que somos..."


O caminho está a minha espera, pé na estrada, coloco um sonho na alma, fé no coração e esperança na mochila, a vida se enche de novidades para os que se aventuram na viagem que conduz a verdadeira liberdade.


"Oh!Meu anjo da guarda,eu sei que te dou trabalho.
Eu e tu somos iguais...eu queria tanto fazer-te feliz...
Não esperes que eu consiga mudar da noite pro dia..."



(trechos da musica dos Mesa-Quando as palavras)


quinta-feira, 28 de maio de 2009

Pensamento

Não há enganos.
Os acontecimentos que recaem sobre ti,
por muito desagradáveis que sejam,
São necessarios para que aprendas
Aquilo que precisas aprender.

Cada passo que dás...

é necessario para chegar ao local

Que escolhes-te.

Richard Bach



quarta-feira, 27 de maio de 2009

Adormeço


Sou feliz!Sim tenho tudo para ser feliz.E conscientemente adormeço a outra parte de mim.
Quero apenas viver sem grandes esperas,sem ter que teimar em procuras .
Viajo neste espaço,que escolhi,para um dia me encontrar contigo.

Talvez noutra vida nos encontremos de verdade,com tempo...E é nestes dias quentes,em que o vento entra por minha janela,virada á serra,
com uma paisagem maravilhosa,para um castelo encantado.

Que me perco nesta brisa fresca,que me leva para lugar algum,longe daqui...
E deixo assim ficar,brevemente a imaginar que tudo pode ser melhor se adormecer,a outra metade de mim.

Continuas cá dentro de mim,desde sempre e para sempre,silenciosamente.
Pois não te quero perder,de te recordar ora com alegria,ora com alguma tristeza,por não te ter aqui.

Mas tenho de prosseguir,esta caminhada num trilho desconhecido por mim.
E quem sabe se este trilho que me foi desenhado,não estará certo e bem definido.
Quantas vezes fecho os olhos para não o vislumbrar?

"Mais cegos,são aqueles que não querem vêr..."


Sinto que adormecendo a outra metade de mim,mais facilmente encontrarei a paz necessária.
Para continuar todo este caminho que ainda tenho de percorrer,e não consigo largar,por muitos gritos de liberdade eu já tenha dado...

Apenas adormecendo-me....conseguirei caminhar....







terça-feira, 26 de maio de 2009

Não me encontro


...e perco-me no procurar...
Já não sei se te posso encontrar em mim,se simplesmente fui eu que me perdi,neste mar de sentimentos, que guardamos a sete chaves.Grito para dentro de mim,pois tenho pavor em ser escutada,não por ti,mas por algo mais alem daquilo que sempre desejei.E então fico calada ao mundo somente me perdendo em mim, vislumbrando um pouco de tudo que já conheci...
Enquanto tenho de bailar para o mundo,enceno uma bela peça,em que todos são felizes e se conjugão mutuamente em seus viveres.Mas é quando o pano desce,quando o silencio fica naquele palco,tão imenso de nada,que me ajoelho,me abraço e deixo que escorra em mim lágrimas de pesar por tudo aquilo que senti e não consigo sentir mais em mim...como o desejava...como o precisava de desejar novamente...e grito para dentro de mim...
Abandono esse palco,na noite ventosa e deixo-me caminhar para lugar nenhum.
As luzes da vila são fracas e a lua hoje não brilhou...
Sozinha subo e desço ruelas,na expectativa de um traçar se desenhar em mim a qualquer momento,mas exausta de caminhar resolvo voltar...sem nada de novo porque me perdi de mim e não me consigo encontrar...

sexta-feira, 22 de maio de 2009

O sol nas noites e o luar nos dias




De amor nada mais resta que um Outubro

e quanto mais amada mais desisto:

quanto mais tu me despes mais me cubro

e quanto mais me escondo mais me avisto.



E sei que mais te enleio e te deslumbro

porque se mais me ofusco mais existo.

Por dentro me ilumino, sol oculto,

por fora te ajoelho, corpo místico.



Não me acordes. Estou morta na quermesse

dos teus beijos. Etérea, a minha espécie

nem teus zelos amantes a demovem.



Mas quanto mais em nuvem me desfaço

mais de terra e de fogo é o abraço

com que na carne queres reter-me jovem.



Natália Correia

Poesia Completa

Publicações Dom Quixote1999

Um gostar


Gostaria de voltar para te dár
Algo mais que um luar
Beijando teu rosto sem medo de ficar.
Gostaria de te abraçar
E puder brevemente te imaginar
Sorridente ,com o verde do teu olhar.
Gostaria de mãos dadas caminhar
Pisar a areia e o mar
Sentir um sopro de ar
De não mais te largar.
Gostaria de coração leve te expressar
Quantas vezes sonhei com este amar
Sem medos de naufragar.
Gostaria de um dia te encontrar
E contigo viajar
E nunca mais te abandonar.
Para junto a ti ficar
E te banhar com este cheio luar...

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Presente


O Passado é uma Recordação

O Futuro uma mera Ilusão

O Presente é onde vivemos de Facto!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Procuras...?

O que todos por vezes procuramos...

terça-feira, 19 de maio de 2009

Silencios mudos


"Que silencio é este?"

Não mais que meras palavras mudas,dentro de mim.

Um sopro de amor ausente,de silêncios transporto em ecos estridentes,dentro da minha mente controversa,de emoções adormecidas.

E vezes sem conta,pergunto.me "Que silencio é este?"

Valerá a pena excluíres-te de sentimentos escondidos de ti em buscas cegas de emoções em mim,em que procuro a finalização de algo que não tenho consciência se se finalizará em consequências certas...

E estranho-me...

Silencio que mata a dor e torna demente este sentir outrora fascinante.

Não quero absurdos saltitantes,de sentires...

Quero intensidades loucas,desgastantes...

E neste silencio abstracto,deixo-me ficar quieta,sossegada,despercebida,como algo que não da-mos importância alguma.

E assim adormecida de mim mesma,vivo...despreocupada do que o amanha se poderá tornar...e quando me deito e adormeço desta vida...viajo em aventuras alucinantes que me preenchem todo este ...

...Silencio...mudo.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

A musica do vento...


Só para ti eu cantarei além do vento,

para que só tu possas ouvir os meus sussurros com o toque do vento no teu rosto

Só por ti eu cantarei ao vento,

para que tu possas ouvir-me onde quer que tu estejas,

porque só com o som inconfundível do vento tu poderás ouvir-me dizer em voz suave o quanto eu amo-te...

E quando o som do vento parar,

então eu pedirei à chuva fina que cair sobre o teu corpo,

Aquela que te faz arrepiar com a suavidade dos pingos...

E quando a chuva passar, eu vou pedir à noite, onde tu poderes ver a luz da lua cheia cobri-te de brilho, poderás ver o meu sorriso a olhar para ti enquanto caminha para o dia...

A musica...
Eu oiço-a por todo o lado...

No vento

No ar

Na luz

Ela está a nossa volta
Para a ouvir basta que nós,entreguemos-nos a ela...

Basta....
...que a oiças!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Indiferença


Não sei....
Não sei mesmo porque ao fim de 38 anos ainda me consigo surpreender contigo!
Não sei onde falhei...mas sei te dizer onde falhas.
E assim com atitudes arrogantes se vai ,não digo matando,porque não se mata,mas vai-se esvaindo aquele lindo sentimento que deveria ser o maior e mais belo de todos os sentimentos...
Sinceramente...a mim,já nada me faz diferença.A prendi ao longo dos anos a viver acompanhada de mim,e aprendi a conseguir viver com a indiferença que tantas vezes somos sujeitos,a ter e a dár.
Não sei,mas sei que não vale mais a pena massacrar-te com palavras minhas,onde em ti não existe lugar para elas,porque em ti,apenas as tuas contam,são as certas,as correctas...és dona da razão...então....ficamos assim...
...Indiferentes.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Desafio da Isabel e da Patricia


Minhas queridas,

Isabel
http://bc-outrossorrisos.blogspot.com
e
Patricia
http://blogdapatriciasilva.blogspot.com
...obrigada pelo selinho.


Procedimento:

1- Colocar o selo no blog
2- Divulgar as regras
3- Referir 5 coisas que se gosta na vida
4- Envia-lo a 10 blogs e indica-los
5- Informar os blogs que receberam o selo e desafia-los também

O que gosto na vida,não chega apenas cinco coisas...

1-Gosto e adoro a minha filha,gosto de familiares,amigos,de voces,...
2-Gosto do mar...e da lua...
3-Gosto de andar de barco...adoro,confesso...
4-Gosto de cavalos...
5-Gosto de viver...
...e tantas coisas,tantas,tantas...

Agora vou fazer batota!!!(tambem gosto ahahahahaa)
Não vou nomear 10 blogs,vou nomear este selo a todos voces...quem quiser aceitar nem percisa de fazer este desafio apenas peguem e levem é meu e de todos vós.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

O sabor de um momento


Hoje...senti.me leve,como uma pena...

Hoje...senti.me solta,como uma brisa...

Hoje...deixei meus cabelos ao vento,balançarem...

Hoje...escutei o som do mar,batendo nas rochas...


Hoje...levantei os braços ao céu e deixei.me molhar com pingos de chuva que cairam, na minha face...apenas saboreando o momento .......

terça-feira, 12 de maio de 2009

Concedes-me esta dança?


A ti...que á tantos anos, ocupas meus sonhos,sem te fazeres anunciar..

Homem sem rosto...hoje concedo-te esta dança...




segunda-feira, 11 de maio de 2009

Romeu e Julieta


Podes ser breve como a Primavera
Ser apenas sabor da emoção
Agridoce, só te quero apreciar
Do palato ao coração
E disse-te um dia:
Princesa,
Tens na mão a faca e o queijo
Agora só te falta a goiabada
Fiz por ti este poema
Iguaria sem fim
Gostaria de te provar
Um pouco mais ou tanto assim
Se lhe chamares
Romeu e Julieta
Um porém, podemos testar:
Este amar de paladares
Ou uma história de encantar.


Este post é uma parceria com meu amigo,dono do maravilhoso blog, Abismo Nocturno (http://abismonoturno.blogspot.com/ )que vive em S. Paulo,Brasil e eu Moonlight de Lisboa,Portugal.
Á coisas que acontecem inesperadamente e acabam por resultar numa linda formação de palavras.
Contemplamos voces com este lindo poema criado por nós,imagem maravilhosamente escolhida pelo Abismo Nocturno e para completar esta linda melodia.
Meu querido,adorei e tive um prazer enorme em ter feito isto contigo.

sábado, 9 de maio de 2009

Entre duas estações



Conheceram-se entre duas estações do ano e se o sol quando brilha a faz recordar dele...,a chuva quando teima em cair,faz com que ela se lembre dele com saudade...


E quando será que o tempo apaga essas memorias ,dessa menina/mulher,que abusa do sonho e se perde no pensamento de um dia o voltar a encontrar...




sexta-feira, 8 de maio de 2009

Esquece-me!


Hoje acordas-te-me,a algum tempo que não sabia de ti...
Às vezes pergunto-me... porque as coisas não vem no tempo que deveriam ter aparecido.
Partis-te sem explicações,e agora...
"Seria loucura!Tudo tem o seu tempo...e já passou tanto..."digo-te.
Tudo se transforma,o mundo está em constante transformação.
O tempo que passou não volta,aquilo que passamos não volta nunca a mais a ser como era...simplesmente porque ,acabou por acabar e acabou por se transformar...
"Aceita!"

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Luta!


E perguntei ao vento

Porque caminhavas lento
Com medo de um certo contra tempo

E perguntei ao vento

Se eras inimigo do momento
Se sem expectativas
Ficavas inerte sem gozar o sentimento

E o vento respondeu-me

Que enfim sem hora
Não perdes nada
Amacias a dor com a demora
E te afastas sem vitória

E eu gritei ao vento!

Que quisera eu abrir -te caminho
Para não teres de prosseguir sozinho
Para te aperceberes do sentimento

Sem tentares descobrir o nosso destino...

terça-feira, 5 de maio de 2009

Há dias assim....

Se eu soubesse cantar ...
..........gostava de ter cantado esta canção, ao teu ouvido....no silencio da noite,com o luar a nos iluminar....






(verde,porque era a cor do teu olhar...hoje estou naqueles dias que só me apetecia ,te abraçar...)

Porque sorrir é fundamental!!!

Carinhosamente oferecido pelo Anjo negro,obrigada!Sorrir é maravilhoso!!!

(http://realidadesdeanjonegro.blogspot.com/)



O que se fazer ao receber este selo:


1-Ao receber o selo, listar
2-Indicar o selo a 5 blogs que fazem você sorrir.
3-Informar aos blogs indicados que eles receberam o selo
Coisas que me fazem sorrir:



1-A minha amada filhota.

2-Eu mesma!Porque eu sou assim,divertida e dispistada tanta vezes(loool)

3-As crianças.

4-Os meus amigos/as,e as nossas maluqueiras,conversas,etc...

5-A selva em que por vezes as pessoas se tornam ao terem um carro nas maõs(ok...é sacrastico...mas é um sorrir!!!)

6-Deitar-me na relva ou na areia a olhar o ceu.

7-Sem duvida,os vossos comentários,sorrio sempre que vos leio.

http://abismonocturno.blogspot.com
http://soporumalagrimatua.blogspot.com
http://bc.blogspot.blogspot.com
http://ribaygate.blogspot.com
http://secreta23.blogspot.com

...e tantos outros mas são apenas cinco que tenho que assinalar.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Esperar


...esperar!
esperar - Conjugar

v. intr.
1. Estar à espera; ficar esperando.
v. tr.
2. Ter esperança ou esperanças.
3. Contar com.
4. Aguardar.
5. Armar emboscada ou espera a.
6. Conjecturar, supor.
7. Bras. Aparar um golpe; pôr-se em guarda.

Dizem por vezes que não sei esperar...eu não sou bem dessa opinião, eu apenas acho que há coisas que não valem a pena esperar.
Ou melhor!!!Como vem designado...eu acho que muitas vezes me "ponho em guarda"!!!
Tudo aquilo que é para ser vivido com a intensidade, do momento em questão, não tem que ser esperado...tem sim, que ser vivido independente de tudo!

"Não esperei.... não porque, não soubesse....mas porque, não era para esperar por ti...."











domingo, 3 de maio de 2009

Dia da MÂE

Mãe e Filha

Como todos os nossos dias são especiais,passamos mais um ,juntas como sempre , alegres e muito divertidas.No nosso sitio preferido fomos passear depois de almocar e o dia foi simples e belo, como nós tambem o somos.Mas hoje era dia da mãe...apesar de eu ser da opinião que todos os dias o são.
Como tambem sou filha...vou deixar este poema a minha Mãe e deixar-lhe um grande beijinho de muito amor, que lhe tenho.






sábado, 2 de maio de 2009

Citação



A ausência tanto é um remédio contra o ódio como uma arma contra o amor



Fonte: "Fábulas"

Autor:Jean de La Fonteine