quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Baloiçando

                                
                                    No seu balanço, espera o sono e os sonhos chegarem...

Era ali que ela deixava o seu coração a bailar....embalado pelos sonhos.
Decidiu manter em segredo e guardar esse lugar,um sitio especial onde ninguêm a encontrasse
De vez em quando foge até lá, balança no bailoço que se encontra ainda pendurado naquela arvore.
Por vezes tornasse estranho e dificil de entender.
           Empurrada pela brisa do vento, espelhada na superficie da água. Descalça, ao relento....
                                   Para a frente e para trás. Em movimentos irregulares.
Baloiça, açoitada, pelos dias que lhe viciaram a alma, confusa, envolvida numa alegria estonteante.
                                                   Para a frente e depois para trás....
                                                                  Sem sair do lugar.
                                                           O coração baloiçava sem parar.
Era dele que ela percisava  e nesse sitio secreto, encontravam-se variadissimas vezes e viviam em segredo, por uma eternidade.
O destino por vezes separa pessoas que pareciam inseparáveis. Eles eram assim, não era uma mentira,quando ela abria os olhos de manhã era ele que via e demorava algum tempo a aceitar que tudo era realidade.
 Era demasiado absorvente.
Talvez tivesse sido esse o problema...
 Amar demais assusta....
                                              Sedenta dum sorriso que lhe respondia ao sonhar.
                                           Dos braços em concha onde desaparecia sem notar.
                                       Sentia-se quente, perdida naquele mundo de abraço.
                                                    Na saudade gelada que deixa o abandonar.
E ela deixava, deixava o seu coração sozinho a baloiçar. Ora para a frente, ora para trás. Às vezes depressa, outras devagar....
E continuava a manter o segredo daquele sitio especial para onde ia todas as noites baloiçar....
 
 


sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Que tamanho têm a Saudade?

 


                           O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo...
                                                                                                                              Mário Quintana
Significado de Saudade:
                                Recordação suave e melancólica de pessoa ausente,local ou coisa distante,que se
                                deseja voltar a ver ou possuir.
                                 Nostalgia.
                                                               Definição de Saudade:
                                Substantivo feminino singular/plural

Será que a saudade têm tamanho?
Para mim têm.Pode ser pequena,grande,pouca,muita,imensa....Pode ser do tamanho da distancia em km, que nos separa entre dois continentes.Pode ser do tamanho de muitos anos ou de horas e segundos apenas.Pode ser do tamanho da vida que já percorrermos.
Pode até ser uma saudade eterna que nem sabemos explicar.Uma saudade que vem de outras vidas.
Hoje senti uma saudade enorme de quando saía de casa e via o Sol nascer no caminho para o trabalho.
Nunca pude fotografar esse momento pois ia sempre a conduzir e no sitio em que esse nascer ficava mais belo nao era aconsenhavél fazer paragens,para o poder apanhar com a minha maquina que sempre me acompanha.
Gosto sempre de fotografar todos os belos momentos.Gosto de os conseguir eternizar no tempo.Mas como é obvio nem sempre consigo fazelo.
Então hoje levantei-me cedo sem que ninguêm desse por mim e sentei-me no braço do sofa da sala e atravez da janela vi o nascer o Sol.Nada absolutamente nada de que se compare...daqui vê-se muito bem o pôr do sol que desce do céu em direção ao mar.Mas o nascer é do lado oposto e apenas o que podemos ver é o ceu tornar-se mais claro aos poucos e apreciar a lua que ainda domina o céu.
O sol esse eu não o consigo ter como o tinha dantes de frente para mim,subindo lentamente no ceu ate se tornar rei.
Com esta saudade enorme claro que teriam de surgir outras tantas.
Têm forma a Saudade?
Para mim têm.Pode ser da forma de uma lagrima,de um leve sorriso no rosto,dum tocar no peito na direçao do coraçao.Pode ter a forma de uma estrela no céu.
E terá formatos tambem?
Para mim têm.Pode ter o formato de um pedaço de papel com tamanhos defenidos.
A minhas minhas saudades hoje tem diferentes formatos e formas.
Já sorri.
Já correu uma lagrima em meu rosto.
Já toquei em meu peito tentando agarrar o meu coração.
E já agarrei naquelas fotos que tirei dos albuns que guardo com todo o carinho e cuidado.
Senti saudades de pouco tempo ainda,suadades do que o ano passado me levou para sempre.
Saudades que fazem a gente pensar que o tempo é curto demais para perdermos tempo com coisas que não valem a pena.Perder tempo com coisas mesquinhas e desinteressante.
Enfim....hoje tive a minha dose de saudades....porque eu tambem sou da oipinão que a saudade é doseada....cada dia têm a sua dose em nós.
E agora vou sair á rua e aproveitar este sol radioso que me convida a passear no jardim,sentir a brisa fresca e sonhar que um dia talvez matarei algumas das minhas saudades......