quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Alma

                           "Não existe arte que ensine a ler no rosto as feições da alma."
                                                                                                        
William Shakespeare


Quando a minha alma se encontra sozinha,procurando inutilmente uma paixão,procurando por ti, que pelo menos te encaixavas naquilo que tanto esperava. Um amor.
Perco tempo imaginando que ainda somos capazes de dizer ao coraçao quando é a hora certa de se apaixonar,ou por quem isso deve acontecer.
O tempo passou, será que eu te esqueci?
Não!
Mentiria a mim mesma se o negasse.Apenas sei e aprendi a viver sem ti ...., acho que em tempos me apaixonei por outra pessoa, mas será que é possível esquecer um grande amor? talvez...
Fui sendo feliz assim....Fui forçosamente sendo feliz assim....
 Tu...apesar de viver os anos,os meses,os dias sem ti,continuas fazendo-me falta.Não foi possivél desocupares o meu coração.
Mas ocupas nele num gesto de carinho, de amizade... o campo do amor está livre, livre para um dia quem sabe ainda o  preencheres...sabes, parece que o tempo muda o destino de cada um. Sou contente por saber que tu estás aproveitando bem tua vida, pois tambem estou vivendo a minha...guardo o passado como um tempo inesquecível, que foi bom durante todo o tempo e momentos que durou.
Agora, é outro tempo, tempo de novas descobertas...aprendi em todo esse tempo que só o tempo pode apagar ou não  grandes cicatrizes!!!
Quando a minha alma se encontra sozinha,o sonho acontece.
Quando minha alma se encontra sozinha,nosso amor é como o brilho das estrelas,como as ondas do mar e o ar que bate em nossas caras,existe.
Quando minha alma se encontra sozinha relembro e mantenho viva a memoria de cada olhar que trocamos,cada sorriso feliz que sorrimos,cada aperto de mão que demos,cada mensagem enviada,cada palavra dita,cada musica escutada,cada lagrima caída...
Quando minha alma se encontra sozinha....