quarta-feira, 30 de março de 2011

Ela partiu


Abriu a porta e convidou-o a entrar....não era sua intenção o magoar...
Levou-o a passear por lagoas e labirintos,sentados ficavam a conversar.
Perguntou-lhe se podiam ser só amigos
Deram cor aos dias cegos

Sempre sosinha nos serões
Pôs  tudo em pontos de exclamação
Mas sem querer baralhou seu coração
E passou a têr demasiadas interrogações

Abriu a porta e convidou-o a sair....não era sua intenção o magoar...
Porêm ele jamais a quis deixar
Dissera-lhe que mesmo cheio de tristeza
 Esperava até ao dia em que ela poderia ser sua.

A covardia dela não deixou desatar as amarras
Os anos passaram e sem o querer magoar
Despediu-se dele devagar
Com lagrimas no olhar e um coração partido em mil pedaços
Nunca demonstrando encobrindo num sorriso...

....ela abriu a porta e.....partiu.






terça-feira, 29 de março de 2011

Selinho

Hoje a minha amiga Sus e o seu lindo blog  Just me    presenteou-me com este selinho.
Obrigada!Ficou bonito no meu Luar.   
Claro como não podia deixar de ser têm regras...........e eu que gosto tannnnto delas!!!!!!!!!!!
Ok!
Vamos lá a isso!

1-Nomear 10 bloges(detesto regras por isto mesmo,fica sempre alguêm de fora e eu não acho justo)
2-Avisar cada um que foi presenteado.
3-Dizer 10 coisas que gosto de fazer e partilhar(Uiiiiii....só 10...?Vai ficar muito por dizer......:)))                 

Abismo Nocturno
Santo&Pecador
Blog da Lu
Esconderijo da Di
Beijinhos Embrulhados
Sonhos de menina
Pau de canela
Sair das Palavras
Por uma lagrima tua...
JACARÈE

Agora vamos lá...

1-Disfrutar de todos os momentos que tenho na companhia da minha amada filhota.
2-Passear-me de cabelo ao vento
3-Cozinhar
4-Fotografar
5-A companhia do grupo de amigos,muita conversa e boa disposição.
6-Fazer "anjinhos"(como diz a minha filhota)na areia molhada da praia.Passear na praia.
7-Olhar o cêu (um dia destes ainda me estampo...)
8-Andar de barco
9-Viajar
10-Jardinagem
E muitas coisas mais...Obrigada !

segunda-feira, 28 de março de 2011

Um segundo.



Um átomo de segundo faz a diferença entre o bem e o mal. 
Entre a vida e a morte.
 A escolha de um segundo ecoa pela eternidade...

sexta-feira, 25 de março de 2011

Cacto




Por vezes sou cacto com ou sem flor
Cheia de espinhos que causam dor
Poderia têr sido rosa,jasmim ou cravo
E tamanha beleza me seria dada
 Faria esquecer gente injustiçada 
Toda a dôr por mim caudada
Como um gesto de desagravo

Mas não julge que detestei cacto ser
Adorei toda a sua  força e atitude
Vigarosidade que pareceu ter
Mas pricipalmente a sua não fragilidade

E embora não o sendo muitas vezes, pareço
Ficando muito aquem
Quando tomo atitudes que  meço
Na ferida  que vou causando na alma de alguêm




quinta-feira, 24 de março de 2011

Quem és...?

Depois dos olhos fechados e o corpo descansado é tempo de partir.

Sei que uma vez mais me vens buscar.
Levas-me a sitios que desconheço,apenas sei que me trazem paz, serenidade,conforto e muita alegria.
Somos dois entregues ao  infinito tempo e desconhecido.
Mas porque não consigo nunca vêr quem és?
Apenas sei que me és especial e que vivo quase todas as noites contigo.
Lá o abraço que nos espera aquece-nos o coração e a alma. Damos as mãos como se fossemos um só e só as largamos quando o sonho termina. Durante um tempo infinito, partilhamos o mundo e entregamo-nos ao amor e nem sequer nos apercebermos que tudo não passa de um sonho.
A minha boca entrega-te mil e um beijos e as mãos abraçam-te em silêncio.
Mas porque não consigo nunca vêr quem és?
Preencho a minha vida de ti, mesmo que na luz do dia a ausência se transforme em saudade, com o vagar dos dias.
Dedico-te poemas, versos e flores, dou-te o mundo em tons de mil cores e ganho asas para te alcançar a cada sonho.
Com a luz do sol percebo, que ilusória alegria a minha dum tempo infinito, que não era nada mais que apenas, mais uma noite em que eu dormia...
Mas porque não consigo nunca vêr quem és...?



quarta-feira, 23 de março de 2011

Amanhecer







 A luz do amanhecer....
A vida é supreendente,hoje amanhecemos de uma maneira...,amanhã tudo pode ser diferente...
 Não há mesmo luz como a do amanhecer.
 Relembrei-a uma vez mais,como o final de tantas e tantas noites em claro, sem mais força, com a cabeça esgotada, mas em que essa luz e aquela brisa fresca me lavavam a alma.
Hoje perco-me nos objectos que estão carregados de significados e de recordações...mas de alma lavada.

terça-feira, 22 de março de 2011

Suspensão

Suspensa...deixo-me elevar
Lá do cimo olho-te
Nunca sei ao certo se és tu...
Ou se és criação feita por mim.
Não te conheço mais....
Perdi-me de ti
 E não sei designar, quando...
Hoje és pedaço de papel rasgado em cima do sofá
Deixado amarrotado,abandonado...
Suspensa,flutuo...não me vês
Tens nos olhos o peso das aguás salgadas
 De oceanos de busca
Em rios de pensamentos
Desaguados numa lagoa de esperança e fantasia.
Suspensa...aproximo-me
Toco em teus cabelos
Afago-te o coração
Mas sei que já nem sentes
Hoje....abandonaste-te.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Primavera

Primavera


Ah! quem nos dera que isto, como outrora,
 Ainda nos comovesse! Ah! quem nos dera
Que inda juntos pudéssemos agora
Ver o desabrochar da primavera!
Saíamos com os pássaros e a aurora.
E, no chão, sobre os troncos cheios de hera,
Sentavas-te sorrindo, de hora em hora:
"Beijemo-nos! amemo-nos! espera!"
E esse corpo de rosa recendia,
E aos meus beijos de fogo palpitava,
Alquebrado de amor e de cansaço.
A alma da terra gorjeava e ria...
Nascia a primavera... E eu te levava,
Primavera de carne, pelo braço.


Olavo Bilac, in "Poesias"

sexta-feira, 18 de março de 2011

Deste lado do Mar


                                                                  Foto de Alcides Vieira Lima


No fim da tarde
Na praia olhando o mar...
Contemplando pôr do sol,
Aguardando a lua chegar
Quem sabe no crepúsculo
O sonho se torne real
Vindo aqui me brindar.

Por vezes
Ando de cabeça baixa
Procurando estrelas do mar
Algum tesouro em conchas naufragadas
Na humidade escura da areia.
Sem mais crer em dragões ou sereias

Ando de cabeça baixa
Para ver onde pisam meus pés.
Perceber que eles buscam teus rastros
Saber onde te escondes, quem és.

Bom seria imaginar
No céu, Sol e a Lua a se amar
Eclipse aqui, neste lugar
Mas apenas embarquei
Numa nau de papel
E sonhos distantes transformei
Num destino irreal
Por não acreditar no impossível
Afoguei os meus sonhos no mar
E jamais te consegui encontrar.

Hoje uma vez mais e com uma" alegria em dobro"eu e meu querido amigo Alcides e seu lindo blog http://abismonoturno.blogspot.com/ cheio de Palavras Màgicas,estamos novamente postando em conjunto.
     Como é do saber de todos os amigos fazemos isto a quatro maõs,vinte dedos e duas almas cheias de entusiasmo.
A ti meu querido amigo,
Existem presentes que Não são melhores, que uma amizade como a nossa.Não nos vemos com os olhos mas sim com o coração e a alma.









quinta-feira, 17 de março de 2011

Tantos que me perdi...

Tenho vindo a receber selos que na altura devida não os coloquei por motivos que já nem me lembro.
Hoje apresento-os todos eles e peço desculpa a algumas das pessoas que me presentearam,eu Adoro mas acabei me perdendo com todos vós.
Foram aceites e de coração!
Fica á disposição de quem os queira levar para o seu cantinho.
Obrigada meus amigos por sempre se lembrarem de mim:)
Bjinhos a todos cheios de luar!






segunda-feira, 14 de março de 2011

Navegando nos mares da Lua

                                                       ...porque só nós mesmos, sabemos, o que queremos ouvir.....

Moonlight,


Escrevo enquanto olho para dentro de ti. O que vejo nem precisa ser bonito, nasci para gostar de tudo, que vem de ti.
 Escrevo para te fazer um afago.Porque sei quando precisas de um. Porque te conheço inteira, naquela hora em que tudo é silêncio e sombra e tambem naquela hora em que tua gargalhada, é um sol.
 Deste  teu corpo que nasceu para abraçar, eu conheço cada poro, cada batida de teu coração.
 Conheço cada sopro, cada falha na tua voz. Toda a força do teu canto desafinado.
 Eu conheço-te além da tua relação  com teus amores, com tuas amarguras. Com essas pessoas que tu amas. Com aquelas que  recusas  odiar porque não queres gastar energia para isso. Eu  conheço tudo aquilo que te doí á anos e anos.... Mas tambem conheço a tua  paz.Os teus momentos mais serenos e tranquilos.
 E é por isso,, que eu sou a pessoa que mais poderia gostar de ti . Porque não me interessa onde erras, interessa-me o que  aprendes,  absorves e ultrapassas. A mim interessa-me é como tu te transformas. Interessa-me é o teu olhar de novidade derramado sobre as coisas simples e quotidianas, como se descobrisses a essência do mundo diariamente. O que interessa-me é esse teu, não medo da morte, a sedução que ela exerce sobre ti e o teu instinto de vida tão maior que tudo.
 Eu conheço-te ....anestesiada, intensa, sufocada, indecisa,por vezes fraca,outras porêm como uma verdadeira, força da natureza . Eu conheço-te...rabugenta,fria,confusa . E não és menos . Eu  conheço-te tendo recaídas, não sendo ingênua, mas optando por acreditar de novo, e de novo, e de novo.... Mas só até a terceira vez!!!
 Eu  conheço-te com  mau-humor,mas tambem com uma boa disposição, estonteante. Com uma alegria contagiante, com todos os teus amigos, ou sozinha com os teus livros.
 A que  evita alturas porque quando olha pra baixo só pensa  na queda. 
A que entra no mar sem rodeios nem receios.
Eu nasci para gostar de ti  porque sei  dos teus sonhos,encantamentos,esperanças e teus fantasiares.
 O que ainda posso dizer?
 Que tu, vives para a palavra, mas anseias viver exatamente aquilo que ela não alcança. É por isso que eu gosto de ti, além de todo o amor.


Sempre,



                                                              





quarta-feira, 2 de março de 2011

Uma viagem

A felicidade é uma viagem.

Têm um começo,um meio e um fim.

Às vezes mais vale desistir do que insistir,esquecer do que querer,
arrumar do que cultivar,anular do que desejar.

Sinto-me cada vez mais longe de ti....

Um dia, fiz as malas.....mas acabei por não partir...

Serão sempre dúvidas, no qual sabemos apenas metade da resposta, a metade que cometemos. A outra versão será sempre uma incógnita.