sexta-feira, 15 de maio de 2009

Indiferença


Não sei....
Não sei mesmo porque ao fim de 38 anos ainda me consigo surpreender contigo!
Não sei onde falhei...mas sei te dizer onde falhas.
E assim com atitudes arrogantes se vai ,não digo matando,porque não se mata,mas vai-se esvaindo aquele lindo sentimento que deveria ser o maior e mais belo de todos os sentimentos...
Sinceramente...a mim,já nada me faz diferença.A prendi ao longo dos anos a viver acompanhada de mim,e aprendi a conseguir viver com a indiferença que tantas vezes somos sujeitos,a ter e a dár.
Não sei,mas sei que não vale mais a pena massacrar-te com palavras minhas,onde em ti não existe lugar para elas,porque em ti,apenas as tuas contam,são as certas,as correctas...és dona da razão...então....ficamos assim...
...Indiferentes.

13 comentários:

Cristina Silva disse...

Minha amiga, é triste sentir indiferença por alguém que devia ser o nosso pilar mas, mais triste aínda é sentir que a indiferença é maior por quem é responsavel pela nossa vida...Esse amor devia ser incondicional, maior que todos os sentimentos, mesmo sem ter os mesmos ideais de vida ou apenas diferentes espectativas da mesma; em muitos momentos da vida sentiriamos mais força se ouvissemos apenas...Eu estou aqui para te apoiar!
Um beijo desta tua amiga que te adora.

BC disse...

Acho que a indiferença e o silêncio são das coisas mais dolorosas de experimentar, pelo menos eu sinto isso.
É diícil dar conselhos concisos quando não conhecemos as pessoas nem as suas vidas, limitamo-nos a apoiar o melhor que se pode pelo que transparece na escrita.
Beijos querida e como penso que é caso disso FORÇA.

sonho disse...

Quando se esta desiludida com alguém de quem se gosta muito ficamos magoadas e parece que so se conseguem ver os defeitos...mas de certo ouve qualidades que te marcaram que te deixaram feliz...ficar indiferente a alguem é destruir tudo o que de bom existiu...
Beijo de um anjo

Amiga do Cafa disse...

...E quando a indiferença bate lá no fundo, dá realmente uma dor danada.
O contrário do amor não é o ódio, mas sim a indiferença.
É quando nada abala o outro lado. É quando descobrimos que não somos e nem nunca fomos nada.
Mas a vida nos deu uma capacidade maravilhosa de recuperação.
E é essa recuperação que nos faz levantar todos os dias e acreditar que amanhã será melhor, sim.
Que vamos amar novamente !!
Olha a lua linda lá fora. Ela está esperando pelo teu amor .
Beijos.
Um final de semana enluarado pra ti.

A.S. disse...

A indiferença provoca um sentimento de angústia e solidão e quase sempre vem acompanhada de arrogância. É uma situação insustentável!
Sem compreensão, tolerância e cumplicidade, dificilmente uma relação sobrevive!!!


Ternos beijos!

Lita disse...

Minha Querida,
Quando se ama, acredita-se tanto, espera-se tanto, e pede-se tão pouco, passem os anos que passarem, conseguem sempre nos surpreender.
Sinto pelas tuas palavras, que vivemos acompanhadas por nós próprias, porque foi a esta clausura que nos entregamos, como já tinhamos "falado" no meu blog.
Mas a indiferença a mim já não me custa, custa sim é a arrogância.
Vamos pensar que algures um dia, a sorte vai mudar, sim???
Um beijo desta tua amiga,
Lita

Dois Rios disse...

Minha querida,
A indiferença não rende um texto desses. A indiferença é sem luz, sem cor, vazia de sentimentos e palavras. É como se o outro não existisse mais.

Quando ainda nos rebelamos, choramos, brigamos e reclamamos é porque ainda resta o que fazer, ainda que seja só da nossa parte.

Beijos,
Inês

Unknown Artist disse...

Todos temos de sobreviver a certas tempestades..
Que tenhas sempre força para supera-las!

Beijinho

joão marinheiro disse...

Sabes, aprendi que só o tempo tem a sábia esperteza de tudo serenar, de tudo acalmar de tudo cicratizar...
gosto das tuas palavras sentidas.
beijo do mar....

rui disse...

Moonlight......Indiferenca..Hum...
termos que ser indiferente para alguém....
näo deve ser fácil.....
desde que esse alguém esteja perto......
ou quase sempre perto de nós.......
e nesse texto..pareceu-me que é o que passa.
Na indiferenca......provavélmente quando dialogamos
nunca existe acordo..aceitacäo.....existe......
é arrogância....de uma das partes ou até das duas
É complicado.....mas talvez a que tiver mais forte
psicologicamente...consiga suportar melhor a situacäo.

Näo sei que dizer mais...Mas gostaria de te fazer um apelo
tenta Tu.. que as coisas melhorem..pareces uma pessoa
que sabes lidar com palavras..tenta conversar com calma
e se tiveres que ceder alguma coisa de Ti...cede..
Ceder .....näo é perder valores..Deus aprecia os humildes..
E até os arrogantes...ficam com lágrimas nos olhos...
e quem sabe se näo poderam.. abracarem-se..dar até um beijo
verterem um pouco de lágrimas....e no fim
pedirem desculpa dos maus momentos que passaram.

obrigada por deixares um pouco de Ti no meu blog
te desejo um bom domingo....ou que seja o melhor possivel
um beijo
Rui

Richy disse...

Estas situações são sempre muito complicadas e difíceis de gerir para qualquer pessoa, por muito forte que seja. É muito fácil ferir os sentimentos dos outros, ser intolerante... indiferente. O mérito está no oposto. Espero que corra tudo pelo melhor e tenho pena de estares a passar por este problema que já me assolou algumas vezes, infelizmente.
Obrigado pelo comentário no meu blog.

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Tem uma música do Raul Seixas que diz:

"Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo"

Algumas coisas se transformam.

Beijos!
Alcides

Moonlight disse...

A todos vós,meua amigos,agradeco o cerinho de vossas palavras.É bom e bonito poder sentir a força que por vezes vosso carinho me oferece,quando num momento certas coisas desabam em mim.E é uma realidade...existe sempre,num sitio ,um lugar distante,algo que nos faz encontrar o que por vezes não vem donde esperamos...

A todos,um bj cheio de laur