segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Tempestades





Às vezes enfrentamos tempestades que nem esperavamos,nem nos imaginavamos encontrar no meio delas.
E somos forçados a combate-las,tentando afastá-las para, o mais longe, de dentro de nós própios.
É como um vendaval de poeira que às vezes se forma em redemoinhos e depresssa corremos para fechar as portas e as janelas, mas sempre acaba entrando alguma poeira.
E nesse exacto momento temos uma necessidade enorme de limpar tudo novamente.
È nesse momento que percebo que mesmo tentando têr tudo organizado e no seu devido lugar,existe sempre  alguma situação que vai bagunçar tudo...virar tudo do avesso novamente.
Vai desorganizar,vai desestabilizar,vai dissolver....vai-me absorver totalmente.
Pode sempre existir uma coisa ou situação que vai bagunçar tudo cá dentro.
E lá vou eu novamente  arrumar tudo de volta e colocar tudo no seu devido lugar!
Mesmo em mar alto e revolto,na embarcação que é a minha vida,eu avisto ao longe a luz do farol que me guia.
Sinto que ainda sou vulnerável a certas coisas, dentro de mim mesma... Mesmo que eu organize e deixe no lugar daqui a algum tempo,já  pode, não estar mais!!
Somos sujeitos a certas coisas da vida...
Vai sempre existir coisas que eu posso evitar..mas tantas outras que simplesmente entram sem terem que bater a porta e mesmo  fechando as portas e janelas elas invadem e infestam tudo cá dentro....
A única coisa que me resta é voltar e reorganizar tudo.
Sendo assim, é um ciclo vicioso na  minha vida.
Mas o que sinto mais preocupante é a espera que faço de mim mesma todos os dias ,no mesmo cais....

8 comentários:

Vento disse...

Querida Moon

A tempestade pode surgir a qualquer momento, mas conforme do nada aparece também desaparece dissipando-se nas nuvens.

A luz voltará a brilhar e os teus pensamentos voltam ao normal continuando o voo pelo infinito.

Beijo

Lost Soul - Gadreel disse...

Tempestades? Gosto de todas elas...fico mais forte...


beijo

oteudoceolhar disse...

"E lá vou eu novamente arrumar tudo de volta e colocar tudo no seu devido lugar!"
Rele-te...Valente caranguejo, que tentam derrubar e tornar a derrubar, mas ele como só ele, chora, lamenta-se, e torna a chorar...mas depois numa força por vezes única qual fénix reergue-se de novo. Tem vezes que é mesmo assim Moon e voçê sabe que eu a entendo...
Mas FORÇA, é mais uma fase, tudo vai passar, tudo passa, e nós SOMOS GRANDES.

Beijo n´oteudoceolhar.

Edu disse...

Passam as tempestades e o reboliço, mas o cais é smepre o mesmo e as meres que nele batem tambem...Um dia i barco chega amiga.Abraço

Srª Arcanjo disse...

Tempestades são inevitáveis, querida Moon. Linda escrita.
Saudades... E muito obrigada pela visita recente. Agora eu sou Srª Arcanjo.

Beijos meus.

A Palavra Mágica disse...

Moonlight, minha amiga

Tempestades não pensam, você sim. Mesmo elas não pensando, nunca diga "estou pronta para outra", para não desafiá-las e fazer com que venham mais fortes.

Diga sempre "venci mais uma". Certamente elas se intimidarão.

Beijo com sabor de brisa!
Alcides

Secreta disse...

Uma espera por nós proprios que por vezes perde o sentido, que por vezes nos deixa á deriva, perdidos...
Beijito.

Impossible-not-fall disse...

Querida moon,

é nas tempestades da vida, naquelas bem fortes que arrancam as raizes das arvores, que vemos o quanto fortes somos...

As tuas palvras encantam...

Beijinho