sexta-feira, 4 de novembro de 2011

(...)




"Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das ideias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes… tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: - E daí? Eu adoro voar! Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre."
                                                                                                                    Clarice Lispector


7 comentários:

Rei Lagarto III disse...

Há outra forma?

Beijo...

A Palavra Mágica disse...

Amiga Moonlight,

"Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre."

Isso é ser Lua! Isso é ser você!

Beijos!
Alcides

Fê-blue bird disse...

Adoro este texto de Clarice Lispector.
Intenso e arrebatador.

beijinhos amiga tem uma excelente semana

Dois Rios disse...

Clarice, maravilhosa!

Sim, não nos repetimos.

Amanhã seremos a soma do vôo que hoje alçamos.

Lindo!

Beijos,
Inês

Secreta disse...

Belissimo texto. E a mensagem de força que transmite é única!
Beijito.

Sonhadora disse...

Minha querida

Um texto com a intensidade da vida...e de Clarice.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Impossible-not-fall disse...

a intensidade das tuas palavras é envolvente minha querida....