sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Historia X




Catarina caminhou devagar...cuidadosamente por entre a neblida que envolvia a serra.
No silêncio apenas se escutam os galhos secos, partindo-se a cada passo seu.
Expirou de uma só vez o ar fresco.A terra humida , molhada pelo orvalho da manhã.
Uma lagrima teimou em rolar no seu rosto....apenas e só uma.
Saudades......
Salutares, saudades que a fazem recordar...
Recordar.... cada pedaço daquele paraíso partilhado...cada côr apreciada...a beleza de cada flor encontrada....
Que importância o tempo teve...?
O que realmente importou, foi cada instante partilhado.
Catarina sente saudades,mas sabe que a vida é assim....como longas viagens....
A ele custa-lhe aceitar ainda...O que ele não sabe e ela têm acerteza, é que um dia....
... um dia...  hão de se reencontrar novamente....mas...
                                    ....noutras vidas......



2 comentários:

maria teresa disse...

E porque não ainda nesta?
Abracinho meu!

Fê-blue bird disse...

Minha querida, também acredito na possibilidade de as almas se encontrarem noutra vida, noutra época.
Linda sempre a tua escrita.

beijinhos e bom fim de semana