sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Gonsalo e Gabriela



Amizade/Amor.
Eternizada atravez das varias épocas do tempo, unida entre duas alma que se amam....por toda a eternidade.
Mas a distancia separou-os...
Mesmo assim, todos os dias continuam unidos por simples mensagens...
"...Bom dia Gabriela.Só para te mandar 2 bjos e dizer-te que estás sempre num sitio,só teu, no meu coração e na minha alma.Amarte-ei para sempre."
"...Bem sabes que és uma mulher mt especial na minha vida,meus sentimentos por ti são mt fortes.Amo-te...és a minha loucura..."
Esta é a história simples e breve, de Gonsalo e Gabriela...
Um tempo que ainda não acabou nesta epoca,num tempo que poderão ter.... ainda....
Nada se sabe....tudo de transforma e modifica....
Foram confidentes um do outro sem saberem que se amavam....
Gargalhadas soltas ao vento em dias e plena felicidade.
Olhares cumplices...
Mãos que se entrelaçaram...num passado recente ...
Jardins proibidos percorridos em prefeita sintonia, levaram-os a lugares, que só os dois poderiam têr conhecido...e no fim de alguns anos a distância...separou-os, fisicamente....apenas e só fisicamente...
Gonsalo fugira inconscientemente de algo que sabia que não se poderia concretizar naquele preciso momento.
Gabriela por sua vez vivia dividida entre a lealdade ao marido,que já não amava e as crianças pequenas. Intimamente,acabara por admiti-lo,forçando-se a ser honesta consigo propia, era necessidade que tinha, em mudar.Mas não lhe era possivél,nunca lho escondera.
Com o tempo descobriram que essa mudança passava pela vontade arrebatadora que tinham de permanecer juntos para sempre.
Ambos tinham combinado não se apaixonarem um pelo outro....e isso não acontecera...
O melhor a fazer seria mesmo afastarem-se.
A distância de quilometros afastou-os mas porêm naõ os separou...apesar de já só se encontram muito esporadicamente.
No entanto continuam a encontrarem-se nos sonhos....nos telefonemas,nas mensagens e no pensamento que se cruza algures entre a fantasia e o real.
"Um ponto de luz que os une...acesso... algures dentro das suas almas......"

4 comentários:

Lua Nova disse...

Meu Deus, pq as pessoas escolhem caminhos tão tristes... coincidentemente escrevi sobre um amor de reencontro que completaria tua estória de forma esplêndida.
Tomara que a vida os guie por caminhos que os reaproximem.
Beijokas, Moonzinha, e todo meu carinho.

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes as amarras da vida...as correntes que tolhem os nossos passos,o medo e a falta de coragem...talvez o ser demasiado tarde, faz com que os sonhos fiquem presos entre o querer e o não poder.
Sabes como as tuas palavras me falam à alma.

Deixo um beijinho e desejo-te um bom fim de semana.

Sonhadora

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Desta vez não escrevemos a quatro mãos,mas a dois corações! Há algum tempos escrevi um poema para uma amiga que reencontrei depois de alguns anos separados:

Cúmplices e solidários

Cúmplices e solidários
Dois corações solitários
Que um dia deixaram de se ver.
Não eram amantes,
Mas a amizade que tinham
Parecia-se com o amor
Porque não havia cobranças,
Nem ciúmes, nem paixão.
Um dia, depois de tanta saudade,
Se reencontraram na mesma cidade
A moça do coração moreno
E o poeta dos fios de cabelos brancos.
Aprenderam a ser mais felizes
Enquanto estiveram distantes
E voltaram a ser como antes,
Não amantes
E agora não mais solitários.
Simplesmente dois velhos amigos
Cúmplices e solidários

Um beijo!
Alcides

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Porque é sempre no sonho que se materializam em plenitude todos os nossos desejos...

Um beijinho amigo