terça-feira, 6 de setembro de 2011

Nada se repete


Por vezes aparece um nevoeiro que nos impede de seguir em frente.
Um nevoeiro que nos impede de continuar reconhecendo o caminho que nos levou até certo sitio na vida.
Mas assim como tudo,esse nevoeiro há-de passar.
Outras vezes,existem ventos que tiram algo que amamos.
Mas nunca devemos esquecer que serão esses mesmos ventos que trarão algo que aprenderemos a amar...
Por isso não devemos chorar pelo que não conseguimos vêr mais ou o que nos foi tirado.
E sim,aprender a amar o que nos foi dado.
Pois penso que tudo aquilo, que é realmente nosso,nunca se vai para sempre....




9 comentários:

maria teresa disse...

Como gostava de acreditar naquilo que afirma...
Abracinho meu

Moi disse...

"Pois penso que tudo aquilo, que é realmente nosso,nunca se vai para sempre...."

Será!?...
Tanto que às vezes queria acreditar nisto! Mas é tanto que os ventos me roubam das mãos... ou será o nevoeiro que não me deixa ver o que ainda restou!?...


Beijinhos

Impossible-not-fall disse...

Minha querida estou de volta depois da minha ausência prolongada.

Será!?...

Ás vezes queria ser uma menina, para tudo acreditar.....


Beijo para este luar mágico

Pensador disse...

Moonlight querida,
E não são as coisas mais importantes, as que ficam?
O que passa e não volta, não nos merecia.
O que é verdadeiro, mesmo que demore, acaba por voltar. E é quando reconhecemos, mais que nunca, seu valor.
Um beijo, e um uivo!

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando para oferecer o meu selinho de 2 anos de blogue, feito com o carinho das vossas palavras e com a amizade dos vossos comentários, que me enchem o coração de calor.

Beijinhos
Rosa

Secreta disse...

Por vezes a vida, o destino ou o que quer que seja...prega-nos rasteiras imensas. E depois, depois torna-se quase impossivel acreditar em coisas positivas.
Beijito.

sant'ana disse...

Oi,

o Parafernália está de casa nova e vim te convidar.
Até porque, eu espero sempre voltar, afinal, é preciso de toda ajuda pra dissipar esse nevoeiro que às vezes vejo pela frente.


bjos

Lu Nogfer disse...

É verdade querida amiga!Eu tambem penso assim:O que é nosso de verdade nunca vai embora pra sempre!

O nevoeiro quando passa, abre um ceu azul no lugar.Deixa passagem pro vento trazer de volta,por espontanea vontade o que de direito é nosso.

Que bom ve-la de volto.Ja sentia saudades!

Beijos,minha linda!

Isa disse...

Será ?
Será que o que é nosso nunca deixar de ser....
Um beijinho,

Isa