quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A sós



 SOLIDÃO


                                                       No ponto onde o silêncio e a solidão
                                                  
                                                        Se cruzam com a noite e com o frio,
                                                        Esperei como quem espera em vão,


                                                          Tão nítido e preciso era o vazio.



                                                                                        Sophia de Mello Breyner Andresen

9 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Saudades de ti...espero que as férias tenham sido boas.
E essa espera...por alguém...ou por nós é tão vazia.

Deixo o meu beijinho com carinho
Rosa

Malu disse...

Pois sim, os vazios são necessários e servem para os tornarmos cheios novamente.
Abraços

Jacarée disse...

Amiga
Contudo,podemos preencher o vazio com um novo amanhecer
Há q aniquilar as DORES...lutar ... e colori-lo com um NOVO SORRISOS
FELICIDADE e B.F.S.
Bjs e borrifes de Jacarée

Lost Soul disse...

às vezes a sós é quando estamos mais acompanhados....


beijo


bfs

Pensador disse...

Moonlight, querida,

Para mim, esse ponto onde o silêncio e a solidão se cruzam, tem um nome: Saudade.

Um beijo, e um uivo!

A Palavra Mágica disse...

Moonlight, minha amiga,

Procurar felicidade em meio a solidão, vazio, noite e frio... isso me lembrou o nome de um filme: "A espera de um milagre".

Um beijo!
Alcides

maria teresa disse...

Saudades de passar por aqui...mas a vida muda e com ela determinados hábitos e prazeres...
Gosto do modo como Sophia descreveu a solidão!
Abracinho meu!

A.S. disse...

Querida,

A pior das solidões é aquela que sentimos apesar de acompanhados...


Beijos!
AL

kirah disse...

e você não estava aqui"

belo, mesmo e por tudo!