quinta-feira, 19 de maio de 2011

(...)

                                                          e o lenço levou ...


                              

o choro acabou

o nariz escorrendo arrastou

para longe você

que pensou me esquecer

mas o lenço enxugou

o nariz escorrendo

e secou você

                                                                             Licio Hernanes Bezerra




9 comentários:

Lost Soul disse...

eu sou contra os lenços...era bom que não existissem...

beijo

Fê-blue bird disse...

Minha querida amiga:

Pior que chorar é já não ter lágrimas.
Hoje estou particularmente deprimida e este lindo poema fez cair uma lágrima... no meu lenço.

beijinhos

Diana Carla disse...

Saudades daqui...

Lindo, lindo...

bjinhus

Pensador disse...

Não sei...

Não parece assim tão esquecido...

Um beijo, e um uivo!

kirah disse...

mas ainda não te esqueci...


bjus da kirah^^

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

E assim,
é preciso
que o antigo seque,
para que o novo
nos inunde.

Que as estrelas
sempre brilhem em teu olhar.

O Árabe disse...

Bela escolha, amiga! :) Boa semana.

Jacarée disse...

MOONLIGHT

Vim agradecer seu carinho e deixar um forte abaço.

Lentamente o milagre acontece... o Sol brilha as flores florecem secando as lágrimas... irradiando seu caminho.
Bj.

Lu Nogfer disse...

Por vezes o lenço é pouco para secar as lagrimas.Muito mais que lenços é preciso de tempo!

Gostei da suavidade poética!

Beijos querida amiga!