segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

A vida como uma bailarina

A vida, nossa existência, faz-nos rodopiar para enfrentar barreiras.
Saltar a tal pedra que aparece no nosso caminho,aquela pedra que Carlos Drummond,tanto falou.


                                                 "No meio do caminho tinha uma pedra

                                                     No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra."


Nossa vida é uma pas de valse,sempre oscilando de um lado para o outro,entre momentos bons e maus.
Porêm sempre oferecendo-nos coragem para um devant,ir em frente diante de qualquer situação.
E se enfrenta-la com um pas de deux,melhor ainda,Nunca sosinha,sempre acompanhada.
Como se a vida se tratasse de um simples passo de dança.
Um passo de dança de uma linda bailarina

11 comentários:

Anónimo disse...

Moonlight
Ainda bem que em todo este texto se encontra algo lindo: A bailarina...


Abraço a uma lua mais leve

O Árabe disse...

O Drummond é ótimo... e o texto também ficou muito bom! :) Boa semana.

Vento disse...

Querida Moon

Além da imagem, também o teu post é belo.

Tu és uma das pessoas que me acompanha, quando as coisas não estão bem.

Gosto de ti "Moon" e sei que tu sabes disso.

Beijo

Impulsiva disse...

Na vida é preciso ter a leveza da bailarina...
Lindo texto!

Beijos,
Kenia.

segredo disse...

Um passo de dança k por vezes falha mas k se pode contornar e viver um bom "espectaculo"

Beijinho de lua*.*

Sonhadora disse...

Minha querida

Um texto lindo...como era bom que conseguissemos desviar a pedra do caminho...abrir a porta...e viver o sonho que por vezes está tão perto, mas nos foge.

Deixo o meu carinho e um beijinho
Sonhadora

A Palavra Mágica disse...

Amiga Moonlight,

Enfrentar a Vida com um pas de deux é realmente maravilhoso. É o que desejo a todos. Aí percebemos que não enfrentamos a Vida... nos juntamos a ela.

Mesmo que haja pedras no caminho "quem elegeu a busca não deve negar a travessia" (Guimarães Rosa)

Um beijo!
Alcides

Secreta disse...

A bailarina... um pouco de todos nós... que enfrenta a vida com destreza.
Beijito.

# Contretemps # disse...

Esse porém é o mais belo texto em sintonia à vida e uma bailarina, eu tal como uma sou-lhe grata por o ler. Está maravilhoso, que em sua vida você continue dançando... conforme suas palavras. Abç, segue-me.

Pensador disse...

Moonlight, querida,
Não é a toa que a talvez mais conhecida das imagens alusivas ao deus hindu Shiva o mostre em sua eterna dança.
Um beijo, e um uivo!

lynce disse...

Nunca fui bom bailarino, aliás, aqui que ninguém nos ouve, eu não sei dançar, mas aprecio quem o faça e gosto de ver dançar. Essa tua conjugação vida/dança, é fabulosa.
Bom fim de semana!