quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Historia X





Mesmo que perdida por entre a multidão euforica,entre saltos e gritos de alegria.Entre garrafas de espumante e brindes.Entre fitas de cores e papelinhos soltos, caidos do ar....Catarina, á vinte e dois anos que se ausenta,com felicidade,recordando aquela passagem de ano em que esteve entre amigos na imaturidade da vida e encontrou o seu grande amor.
Todos os anos,ao soar das doze badaladas, ela está lá,nesse tempo passado.
Depois sorrateiramente sai de cena e dedica os breves primeiros minutos do novo ano,numa varanda qualquer,olhando o belissimo e encantador fogo de artificio e recordando....
Quanto tempo....
A boa sensação precorre o seu interior e ela deixa-se invadir pela presente memoria,tal e qual como se encontra-se lá...Tudo á sua volta de torna num eco distante e Catarina distancia-se cada vez mais,mergulha profundamente no passado...
....tudo parece real....
Catarina fecha os olhos e estende o braço,é como se ele estivesse ali á sua frente.Ficou retido na sua retina como se o tivesse visto á instantes.
Quantas vezes se vive a vida com rapidez demais....
Somos novos,imaturos e tudo se resume facilmente...Nessa altura a vida não nos foge pelos dedos....Temos todo o tempo do mundo....
E tiveram....e viveram uma linda história de amor...
Alegremente Catarina gosta de voltar ao passado e reviver esses momentos unicos.
Lembrar-se de como foi o primeiro beijo...fora doce...doce como o açucar.E fora quente,tão quente quanto uma tarte.
O mundo inteiro abriu-se e ela caiu lá dentro.Não soube onde estava, mas não se importou porque a unica pessoa que importava estava lá com ela.
Lembrar-se de como era o seu abraço...tão apertado...tão imenso...como se ela coubesse lá dentro na prefeiçao...como se lá, nem ninguêm,nem nada a pudesse magoar...
Mágico!Estonteante!Fabulososo!
-Ora aqui estás!-alguêm a acorda para o presente.
Com um sorriso enorme Catarina deixa aquele final de Ano e regressa novamente a este que acaba de nascer...tudo se desvanesse como uma nuvem no céu,que deixa a sua forma e simplesmente mostra o céu estrelado.
Tudo se esvai...num instante...,premaneçendo apenas dentro dum coração quente e sorridente,por uma eternidade.

10 comentários:

Sus disse...

A vida nada mais é que o resumo de momentos eternos... e fizeste-me recuar no tempo de uma passagem de ano assim... onde o tempo se calou, os sentidos falaram mais alto... e os sentidos se perderam!
Recordações guardadas lá bem no fundo da alma!
Há que deixa-las onde elas pertencem, e viver antes que a vida passe e nos engula sem darmos por isso!

Beijinhos :)

lynce disse...

Um dia nós percebemos que para esquecer um amor basta encontrar outro.
Bjs

A.S. disse...

Querida,

Há instantes que deveriam ser eternos!

Beijos...
AL

Secreta disse...

Tudo pode ser eterno, se o nosso coração assim o desejar.
Beijito.
( Recordar é viver, e recordar, é ser feliz também )
Beijito.

Fê-blue bird disse...

Minha amiga:
Quem não guarda dentro do peito um momento assim , único e nosso, só nosso!
Adorei como sempre adoro tudo o que escreves.

beijinhos

Pensador disse...

Nossa querida Catarina guarda com carinho a doce recordação de um momento feliz, o momento de seu grande amor.
Mas possa a vida permitir-lhe a chance de não ficar apegada àquele momento do passado. Possa ela ter a chance de novamente encontrar um grande amor. E que, a partir de então, cada passagem de ano não seja mais um momento de voltar ao passado, mas um momento de sonhar o futuro.
Um beijo, e um uivo!

Diana Carla disse...

Bom lembrar e relembras de momentosque ficaram marcado em nossas vidas...mas devemosviver também o que a vida nos coloca....

linda história...

bjinhus...Saudades!!

Lua Nova disse...

O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.
Fernando Sabino.

Mas o mais bonito no seu texto, Moonzinha, é que nossa heroína não sofre com a lembrança desse amor inesquecível. Apenas se deixa levar pela alegria de lembrar-se e revivê-lo.
Um lindo texto, meu bem, muita sensibilidade.
Beijokas e um domingo lindo pra vc.

A Palavra Mágica disse...

Amiga Moonlight,

O passado já não nos cabe, mas podemos tê-lo presente na palma da nossa mão, na forma de uma linda lembrança.

Beijos!
Alcides

Lu Nogfer disse...

Lindas recordaçoes que foram suavemente eternizadas!
Gosto tanto dessa Catarina!

Estava com muitas saudade daqui minha amiga!
É otimo esta de volta aqui com voce!

Beijos no coraçao!