quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Eles....partiram.


Existe,como que,um oceano,um horizonte,entre eles.
Um lugar,um tempo,perdido... para sempre.
Eu,suavemente deixo-me entrar nesse oceano ou horizonte,nesse espaço perdido,somente a observá-los.
Noto e aprecebo-me que poderiam ter sido tanto...e são tão pouco.
Dois corpos que se movimentam no mesmo trajecto da vida e duas almas distintas, que  jamais se encontraram,jamais se entrelaçaram.Apenas partilham o mesmo espaço de tempo.
Triste? Doentio? Questiono-me.
Conformo-me que, meramente ou infelizmente, se acomodaram.
Já não existe sol no olhar de ambos,á tanto tempo.
Acreditaram,julgaram há muitos anos.E foi um veredicto sem retorno,parados no tempo,como uma pedra sepulcral.
E eu apenas...observo tudo isto.
Ao longo do tempo habituaram-se a ficar assim,um ao lado do outro, em profundo silêncio.Ele nunca se desgostou,ela apenas aceitou.Mas com o passar do tempo,dos anos,com o afastamento era preciso forçar a intimidade viciada pela solidão.Intimidade essa que acabou por deixar de existir totalmente.
E a coragem? Questiono-me novamente.
A coragem,pertençe aos amores novos,os amores velhos são sempre um pouco cobardes.
Eu...comparo-os,a ser como uma velha peça de roupa,um velho casaco que perdeu o corte original e, com ele,o desconforto da rigidez e que precisamente a cedência,o desgaste natural do tecido,torna-o no tempo certo de ser substituido ou apenas guardado numa gaveta,apenas amontuado num monte de coisas que já não servem para mais nada.
O desfazer de algo que se gostou e agora já não se gosta mais.Mas que se sente pena de deitar fora.
Colei os lábios á chavena e engoli.O café estava bom,mas eu tinha a boca empastada pelo cansaço.
Deixei-os...e encostei-me á cadeira da velha esplanada,saboreando o tempo fresco e humido desta serra que tanto aprecio pela manhã e descansei...
Deixei-os partir... de mim....



14 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida
Ao ler o teu texto, até me arrepiei.
Escreveste-Me de tanto que me revi nas tuas palavras.
Acomodar...sim essa é a palavra.

Deixo um beijinho e o meu carinho de sempre.

Sonhadora

Jacarée disse...

Lindíssimo...sempre um prazer ler-te respirar fundo neste magnifico texto
vou levar comigo este horizonte.

Um beijão

saudade disse...

Quantas vezes o comodismo faz parte das nosas vidas, por quantas razões... de tantas formas...
Beijo
Saudade

segredo disse...

k texto sentido e profundo... adorei!

Beijinho de lua*.*

Lua Nova disse...

Teu texto é tudo: bonito, verdadeiro, triste, melancólico, reflexivo. Mas vou te dar um testemunho: tenho um amor antigo e ele é a melhor parte da minha vida.
A vida é feita de escolhas e eu escolhi meu velho amor amado.
Deu pra entender?
Beijokas, Moonzinha, te gosto.

Vento disse...

A vida é feita de opções, nem sempre optamos pelo caminho certo, se é que isso existe...
Optamos pelo que sentimos cá dentro, é a esperança que reside em nós, que dá a força necessária para sonhar com um novo amanhecer.

Como sempre as tuas palavras dizem tanto.

Beijo grande

Sus disse...

Todos os dias temos de fazer escolhas, mas nem sempre são as melhores, mas naquele momento são, são as ditadas pelo nosso coração, nem que mais tarde cheguemos à conclusão que afinal temos de recomeçar tudo de novo, é sempre tempo... nada é permanente! Nada é definitivo na vida! E às vezes a escolha passa por uma escolha que já tinha sido tomada no passado, nada como recomeçar de novo!

Beijos!

Sammael the Morning Star disse...

"Ao longo do tempo habituaram-se a ficar assim,um ao lado do outro, em profundo silêncio"



o profundo silêncio, muitas vezes, faz o destino...


profundo este teu texto...

bj bfs ( com muito luar -__-)

Diana Carla disse...

texto intenso...

E, assim seguimos a partir de nossas escolhas!!

bjinhus Moon...e um lindo fim de semana!

khmer news disse...

Hello my friend, Your site is great, good job you do.
I also created many blogs but not good like yours, I mean the visitors.So

Please
could you exchange link with me?
Here are my blogs. you could choose to exchange ,

http://khmernewstoday.blogspot.com/

for news

A.S. disse...

Por vezes a verdade é amarga sim... mas é a verdade!
Essa verdade que está lindamente vertida no teu texto!


Beijos
AL

Pensador disse...

Moonlight, querida,
Triste quando se chega a este ponto de simplesmente acomodar-se. Sem coragem de reinventarem um relacionamento. Ou, se não dá mais para reinventar, buscar algo que não seja apenas ... cômodo.
Um beijo, e um uivo!

Secreta disse...

Deixar as coisas "não" acontecerem é do pior que podemos fazer. Devemos lutar pelo que desejamos, pelo que sentimos ser o melhor para nós...
Um beijito.

の Ďสήđặяส ™ disse...

Como sempre ... Magníficas postagens!

Beijo da Mochi;*