quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A casa Abandonada




Quando a saudade é forte demais ....pego no carro e dirigo-me até lá...
Tudo é silêncio...
Apenas se escuta o assobiar da brisa por entre as árvores,que tapam a vista do terraço e o bater do mar nas rochas mais abaixo...
Como é bom poder estar aqui e recordar...parece que te tenho mais perto,mais junto de mim...
Onde estarás tu agora...?
Atravesso o terraço inundado de ervas altas,os relvados estão descolorados pelo sol.
Parece um lugar desolado, esqueçido.
A casa está vazia e aferrolhada contra os intrusos.
Só as lagartixas sabem como entrar pelos buracos da parede quase tapados pelo matagal.
Mas alguêm estivera ali...os frutos tinham sido colhidos.
Os elementos não pouparam a casa.O vento salgado e o sol abrasador tinham empolado as portadas envernizadas e desbotado o tom rosado das paredes.
Podia ter sido há meses que alguêm ali morara.
Ou há anos...
Aconchego-me no meu casaco de malha.Hoje o tempo está fresco e nebulado.
O vento sopra nos meus cabelos e faz-me arrepiar.
Perto do portão alguêm se aproximou a perguntar se sou uma das interessadas na compra da casa.
Nem me aprecebi que estava á venda.
Sorriu e com um nó na garganta,digo que apenas parei para aprecia-la mais de perto.
-É bela não é?!
-Muito...
-Esteja á vontade,se estiver interessada tem o numero de contacto na placa.
-Obrigada.
Sempre gostei do silêncio que aqui se escuta.
Sentei-me no bando de pedra e subitamente sosinha,vivi aquele momento de pura felicidade,em que tudo,incluindo nós,me pareceu prefeito.
Distraidamente encontrei-te uma vez mais perto de mim,mais junto.A tua voz ausente e eu estar contigo...puro milagre.
Sinto o meu viver contente,neste sonhar acordado.
Um gato que salta do muro, assusta-me e faz-me levantar...
È tempo de voltar,pegar a estrada e despedir-me uma vez mais de nós.
Às vezes esqueco-me que o meu tempo é limitado,e por isso não o devo desperdiçar a viver a vida que já passou...


16 comentários:

Angel in the dark disse...

O passado é para ser recordado, mas não nos devemos deter muito tempo nele, porque as horas passam e não voltam mais...
Beijos

Lindo Texto!

Fê-blue bird disse...

O passado é uma casa abandonada, adorei esta metáfora.
Um texto profundo e com o qual me identifiquei.

Beijinhos

sonho disse...

O passado faz parte do que somos hoje...recordar não é desperdiçar temo...podemos é magoar nos ao recorda lo...
Beijo d'anjo

Sammael the Morning Star disse...

como eu te percebo...mas como costumo dizer...aos mortos o que é dos mortos (até podem estar vivos) e para os vivos o que é dos vivos..

beijo

sant'ana disse...

Nossa... volto mais aqui.

Bjos

Um comunicado:
sou o autor do blog "no escuro da minha alma", sei lá como não consigo mais acessar esse blog.
Então, depois de muito tentar resolver o problema, abri um outro blog:
http://carlus-santana.blogspot.com

Espero você lá!

Vento disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vento disse...

Querida Moon

As saudades são a força dos sentimentos, morrem connosco.

Beijo

maria teresa disse...

Saudades...são sempre muitas! Não se pode permitir que elas se apossem de nós, elas são nossas mas nós não somos delas...
Abracinho

segredo disse...

Viver o passado nao é decerto o melhor para nós!
O silencio faz tao bem...gosto tanto...!

Beijinho de lua*.* e aproveita enquanto nao acontecer a venda

Diana Carla disse...

Lindo texto...

me identifiquei tanto aqui, tão reviver por alguns instantes o passado...Devemos nos permitir sentir saudades mas nos perdemos no passado!!!

simplemente perfeito...

bjinhus...

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

É bom, às vezes, visitar a casa abandonada. Mas lá, sendo o tempo passado, somos estranhos.

Melhor é saber que a casa em que nos abrigamos agora é forte.

Beijos!
Alcides

Lindo este texto!

lynce disse...

O passado é irreversível, nada do que aconteceu pode ser mudado, nada irá voltará a acontecer da mesma forma.
Beijinhos minha querida e virtualissma amiga.

*lua* disse...

Moonlight querida, senti muito bem teu texto, conseguistes passar um pouco desse teu passado naquela "bonita e melancólica" casa a venda. Nos remeter ao passado, nos leva aos prazeres que nunca mais voltarão, mas sinto também, que resgatamos mais uma oportunidade de vivenciarmos os erros em minúncia para não voltarmos a cometê-los e em tempo, de alguma forma bem profunda, vamos ao passado de forma a valorizarmos momentos divinos que tivemos e que abrimos mão do mesmo, deixando-o ir, sem enlouquecermos em razão de nossa fé.

Lua Nova disse...

Não gosto do passado... a não ser enquanto ainda o quero presente... e se é assim, dói muito lembrar... sufoca, angustia... não, não gosto do passado!
Moonzinha!! Que belíssimo texto!
Quase um vídeo em que as imagens se sucedem nítidas. Parabéns!
Beijokas carinhosas.

Secreta disse...

É um erro comum para mim... querer viver a vida que já passou...
Beijito.

Sonhadora disse...

Minha querida amiga
Estou de volta e estou melhor.
Obrigada pelo teu carinho e amizade.
A tua amizade é muito importante para mim.

Beijinhos com carinho
Sonhadora