sexta-feira, 14 de maio de 2010

Quando chove


Breaking Dreams Pictures, Images and Photos
Por vezes quando chove....
Descalço-me e piso o chão molhado,sem temer que seja mal interpertada.
Por vezes quando chove...
Salto nas poças da rua,distante e contente, sem motivo anerente.
Por vezes quando chove...
Passeo-me na praia,molho-me por inteiro e refresco a minha alma.
Por vezes quando chove...
Abro os braços ao céu e lavo-me de todos estes anos.
Por vezes quando chove...
Encosto a cabeça á janela e premaneço longe de mim....
Sentindo  conscientemente o corpo cansado
Como se estivesse de olhos vendados
 De pés e mãos amarrados
Por vezes quando chove...
Dispo-me de mim...
                         ....e volto a ser criança!


19 comentários:

Angel in the dark disse...

Quase consegui sentir-me assim... novamente criança, sentindo o cheiro de terra molhada...

Lindo o teu texto!

Beijos de bom fds
Angel

Angel disse...

E é tão bom quando se consegue voltar a esse estado de pureza...passei para desejar um fim de semna cheio de Sonhos...

António disse...

Quando chove, lavamos a alma...

Um beijinho
António

Secreta disse...

Voltar a ser criança, é voltar à inocencia... nem todos conseguem.
Beijito :)

Mara Alves disse...

Voltar a ser criança é tão bom, é sentir a terra humida nos pés, sentir as risadas até sufocar, ser criança é a pureza das coisas...

Bom fim-de-semana

Fê-blue bird disse...

Ah! Amiga que bom voltar a ser criança!
Lindo e nostálgico!
Um beijo grande

Bia Maia disse...

M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!

Texto maravilhoso!Perfeito....me senti na chuva...e já fiz isto tudo que descreveu aí!!!

E sempre devemos voltar a ser crianças....aliás, nunca podemos deixar de ser!!!

beijos com muito carinho!

Bia

Afonso Costa disse...

Por vezes apetece voltar a ser criança

Pensador disse...

Adoro caminhar na chuva.
De preferência, com a minha Loba. Se não pode ser de mão dadas, ao menos falando ao telefone...
Um beijo, e um uivo!

Além de ti... disse...

Por seres tão pura libertas a energia que ajuda os meus sentidos ir além de ti.

Dedilhas palavras que deixam marcas. Perdoa-me querida Moon se fui um pouco mais além...

beijo

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Antes de chegar ao final do poema,
lembrei de quando era criança,
e dia de chuva
era também dia de festa.
Tanto tempo...
Tanto tempo...
O coração transbordou de saudades.

Que a vida esteja plena em ti,
e que tenhas tempo de viver esta plenitude.

Daniel Aladiah disse...

Querida Moonlight
Ser criança? Somos sempre os mesmos, mais sofisticados a caminho da 2ª infância.
Um beijo
Daniel

maria teresa disse...

E é tão bom!
Abracinho!

Uma boa parte de mim disse...

Por vezes, quando chove, faz Sol dentro de algumas pessoas, com alma de criança :)

Sonhadora disse...

Minha querida
Maravilhoso poema.

Por vezes quando chove...
Dispo-me de mim...
....e volto a ser criança!

Como eu gostaria de ser criança novamente.

Beijinhos
Sonhadora

sonho disse...

Sabe tão bem por vezes portarmo nos como crianças...onde se faz o que nos apetece...e ninguem nos interpreta mal...
Beijo d'anjo

Whispers disse...

Querida Moonlight,
Nunca deixar morrer a criança que temos dentro da gente.
Pois e essa criança que faz a vida mais feliz.
Adoro andar a chuva, adoro dancar com as lagrimas da chuva.
Desejo que tenhas uma boa semana
Mil beijos
Rachel

A Magia da Noite disse...

a inocência da chuva que lava inocentemente nossa alma criança.

The Darksoul disse...

É bem verdade.... acho que de vez em quando todos deveriamos andar descalços na chuva, sem medo de ser criticados... deviamos lavar a alma.....
Lindo o teu texto.

(desculpa a intromissão :P)

Beijinho*_*