quarta-feira, 28 de abril de 2010

Um dia existe o momento certo





Quando aqui me sento e absorvo este sol,
 que me aquece e esta brisa que suavemente acaricia meu rosto,penso...
Quanto tempo passou...
Descanso meus olhos na ponte que ao longe se avista,
e conto-te em silencio o que ao longo destes anos nunca soubes-te...

Sempre me encontrei em cima de uma ponte ao longo destes anos.
Não caminhando sobre a mesma...mas pendurada nela...pronta para saltar...
Houve certos momentos que quase saltei...mas sempre existiu o medo o receio a falta de coragem para o fazer....

Baralhei tudo...
Quem me dera poder culpar-te de tudo,mas na verdade não posso.
Eu propia cometi... um monte de erros.
Sempre acabei por escolher o momento e agarrar as coisas boas ...na minha vida,
quando as identifiquei...e depois seguidamente veio o medo....a falta de algo mais...

Mas quando... não penso em mais nada...me aprecebo que existem coisas na nossa vida que não são acasos...
...depois assusto-me...desapareço...insisto em não existir...
Mas uma coisa é certa e te conto ainda que em silencio...

Continuo vivendo nesta mesma ponte...
pendurada...
...pronta para a qualquer momento...
... Saltar!

17 comentários:

António disse...

Não saltes! Atravessa a ponte! A vida é sempre uma surpresa. Digo-te isto do fundo de mim mesmo. Já estive como tu! Ainda bem que não fiz Descobri que a vida nos reservas surpresas. E boas algumas!
E outra coisa. Os medos devem ser postos de lado. São os medos que nos dificultam a vida.

Um beijinho
António

Angel in the dark disse...

Concordo com o António, não saltes, atravessa antes a ponte, porque a vida é feita de bons e maus momentos, assim como as belas rosas têm espinhos...
E como costumo dizer, quem nunca sentiu medo, nunca viveu realmente!

Beijinho
Angel

Moonlight disse...

António,

Embora não pareça, este salto será um dia, um salto para a vida.

Bj com luar
«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««
Angel in the dark

Minha querida,embora não tu tenha parecido,isto não será nunca um acto suicida.Muito longe disso.

Bj com luar

sonho disse...

Pelas discrições...parece me que te queres libertar de um passado...o passado fará sempre parte de nos...temos que aprender com ele...e construir um presente...e futuro mais risonho...
Beijo d'anjo

Fê-blue bird disse...

Ás vezes precisamos de deixar a ponte,de partir para outro caminho, sem medo, sem receio de descobrir outras maneiras de chegar ao destino.
Um texto com o qual me identifiquei, tocante mesmo.
Um beijinho confiante!

Lynce disse...

Depois de ler os comentários já fico mais tranquilo, perder uma amiga, mesmo que do virtual, custa imenso e eu, que já perdi uma, sei o que isso me custou e ainda custa. Por isso, chega!
Beijinhos em ti ó simpática e ânimo, a vida é uma uma passagem.

Dark angel disse...

Querida Moonlight,

Assustadora esta semelhança que me desperta com este texto. É verdadeiro ou é um momento de evasão desligado da realidade? Às vezes escrevemos coisas que não são sobre nós, faz parte de quem ama a arte de escrever. Mas se é verdade, então eu digo-lhe: tenho um post a falar de pontes ( " tudo passa" ), precisamente, e deixo-lhe aquilo que senti nesta leitura: viver pendurada na ponte não é o melhor... Ou se segue em frente ou se atira. Se seguir em frente passa ao lado de coisas PLENAS, mas terá outras para preencher os dias. Se se atirar, então enfrente... o que adiante vier....
Interpretei bem? Se sim, eu sei que é preciso coragem, mas no final... não será o salto necessário para ser feliz?

Há riscos que se têm que correr, e se não os correr, então liberte-se... e atravesse a ponte, abraçando o que estiver do outro lado, desapegada de tudo o que ficou para trás. Viver no limbo é viver indeciso e isso atrapalha a felicidade...

Beijo grande grande,
já agora, não é a ponte de Aveiro? :)

Moonlight disse...

Sonho,

Muitas vezes o passado ainda é, presente,e o futuro que interessa quando ainda não se conseguiu fazer a libertação.

Bj com luar
«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««« Fê-blue bird

Muitas vezes ao ler-mos textos escritos por outras pessoas,parece que encaixam prefeitamente na nossa realidade.

Bj com luar
««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««

Lynce

Meu querido amigo "do virtual",

Claro que a minha loucura é com muita sanidade!!!
Apenas uma metáfora de como nos sentimos vivendo.
Existe algo muito especial e amoroso em minha vida que me dá uma alegria e força enorme de aqui continuar até ser a minha hora.
Mas nos entretantos foi mt bom poder contar com tuas palavras simpáticas.

Um bj com Luar,pra ti simpático amigo "do virtual"
««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««
Dark Angel

Voce interpretou maravilhosamente.
Será que temos medo da felicidade...?

Bj com Luar

maria teresa disse...

Saltar a ponte? Tolice!Passear por ela apreciando todos os seus detalhes, bonitos ou feios, coloridos ou sem cor,... isso sim! E a isso pode chamar-se VIVER!
Abracinho

Secreta disse...

Viver nessa ponte, indecisa, confusa... Espero que passe rápido.
Beijito.

Nilson Barcelli disse...

Todos nós andamos, neste ou naquele aspecto, pendurados nas pontes e prontos para saltar.
E por vezes saltamos mesmo, isto é, assumimos rupturas para assuntos que antes não tivemos coragem ou não estavam reunidas as condições para dar o salto.
Por isso, querida anmiga, se valer a pena saltar, se desse acto de ruptura saíres a ganhar e não deitares ninguém a perder, pelo menos significativamente, salta mesmo.
Se conseguires saltar de pára-quedas, isto é, se minimizares ao máximo os riscos associados ao salto, tanto melhor.
Beijos, querida amiga.

Moonlight disse...

Maria teresa

Querida muitas vezes as pontes existentes na nossa vida não premitiram que caminhassemos.

Bj com luar
«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««« Secreta

Sem duvida amiga...sem duvida...

Bj com luar
««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««

Nilson Barcelli

Querido amigo,ainda não chegou o momento certo ,um dia quem sabe...
Obrigada pelas suas carinhosas palavras.

Bj com luar

Angel in the dark disse...

Bom se é um salto de liberdade, para tornar o sonho realidade, então salta e voa!

Angel

Dark angel disse...

E sabe responder-me, Moonlight, qual é o momento certo? ( resposta que deu a Nilson Marcelli ) Por certo terá grandes motivos. Grandes justificações. Mas essa força que a mantém agarrada à ideia de um dia saltar é de tal forma forte que não a deixa seguir em frente.

Por isso, lhe volto a perguntar, qual é o momento certo? Não será tarde nessa altura?... ( às vezes achamos que o amanhã é que tem as soluções, quando elas estão precisamente no hoje, porque estão aqui, e amanhã não sabemos, podem ter desaparecido... )

Moonlight disse...

Angel in the dark

Querida,quem sabe um dia ...um dia....

Bjinho cheio de luar
«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««« Dark angel

Querida não sei mesmo lhe dár essa resposta.Há muitos anos que vivo pendurada nessa ponte.
Penso que lhe posso dizer que Cobardia terá sido por muitos e longos anos o que não me deixou saltar,depois o tempo avançou e outras coisas apareceram em minha vida suspensa e mais uma vez adiei a vontade de saltar.Agora continuo aqui suspensa,pendurada,balançando vendo que não existe chão...e uma das coisas que quero é esborrachar-me.
Voçê tem razão sim,quando diz que amanha poderá não ser tempo certo,mas se o sonho comanda a vida a esperança dá alento...vou vivendo suspensa até um dia em vez,talvez,de saltar...ganhe asas e voe...voe bem longe contemplando e apreciando a linda paisagem a minha volta.

Bjinho cheio de luar

Moonlight disse...

¨*não quero-passo a corrigir

Santo&Pecador disse...

Querida amiga, revejo tanto de mim neste teu Post, também eu vivo pendurado na mesma ponte…
…também eu estou sempre a preparado para saltar, sem saltar…

…também eu cometi erros, tendo também culpa…

…também eu, por vezes, passo no local da foto, não para estar sentado… mas aproveitando uma das minhas duas horas de almoço, para descarregar energias na bicicleta…

…também eu continuo vivendo na mesma ponte…
pendurado…
…pronto para a qualquer momento…
…saltar!

Beijo!