sexta-feira, 30 de abril de 2010

Carta a um Amigo

Doce e eterno Amigo meu,

Tenho tanto para te dizer que tenho medo de me perder nas palavras e acabar sem te dizer tudo.
Hoje sonhei contigo....Hoje estive contigo num profundo abraço que á tanto tempo não damos...Hoje estive contigo na mais remota e sincera amizade que sempre nos uniu.
Hoje....acordei malancolia e triste ou simplesmente morta de saudades de ti...saudades que invadem todo o meu ser e saudades que pergunto-me se um dia não morrerei delas por não mais te vêr...Será que ainda me virás visitar algum dia, antes da minha morte...?Será que morrerei um dia sentindo saudades tuas...?
Há muito tempo li uma frase que tornei como realmente verdadeira a nosso respeito;
"Amizade é um amor que não morre"...
A nossa Amizade é assim...lembras-te quando esperavas por mim no banco de pedra do jardim da escola,para confidenciarmos os nossos dias, as nossa conquistas ,as nossas perdas,os nossos problemas,as nossas alegrias....
Lembras-te...?Quando unicamente trocavamos folhas brancas, escritas por nós, o mais profundo de nós e lia-mos com tanta verocidade e interesse...nunca mais ninguem leu os meus escritos...apenas e só agora aqui, eu voltei a mostrar a alguêm alguns dos meus escritos.
Eram coisas tão nossas e só nossas.
Hoje perco-me no meio dessas folhas amarelecidas pelo tempo e releio cada uma delas enquanto olho e recordo as nossa fotos, tempos depois, quando já outras pessoas faziam parte das nossas vidas...lembras-te amigo as passagens de ano em conjunto,das festas,dos fins de semana,das gargalhadas que dávamos.
Depois  a pouco e pouco fomos nos tornando menos expressivos um com o outro,menos expancivos....quem existia em nossas vidas, convivia com a nossa grandiosa amizade, mas nunca a entendeu...ficamos apenas sobrevivendo, com vontade daqueles tempos... só nossos.
Recordo a alegria com que esperavamos um pelo outro, sempre...e ao longo dos anos...que foram tantos.
Hoje senti novamente o teu abraço...forte,poderoso,aconchegante,protector....um abraço que se dá com todo o sentimento de uma verdadeira amizade.
Hoje revivi-o.
Tenho perto de mim,as folhas do livro que nunca sube se o publicas-te.
Tenho comigo um pedaço de ti.
Hoje pûs a passar no video as cassetes das festas que faziamos com todo o grupo de amigos...os teus sorriso,s sempre tão contentes,as tuas expressões sempre tão alegres.As minhas gargalhadas felizes,a minha loucura e maluqueira sempre apreciada por ti,uma loucura saudavél,que te fazia rir, como todo o sempre.
Depois como num passe da magia...puf....tudo se esvaziou....tudo se modificou-...tudo desapareceu de um momento para outro sem dar-mos conta,sem esperarmos.Como numa emboscada,tudo fluiu tão depressa que não tivemos tempo de nos despedirmos....
E fiquei sem ti,sem a tua amizade...como o fumo do meu cigarro que se esvai no ar,em segundos...
E ficou apenas, saudades....e recordações....
As saudades que hoje matei,mas me trouxeram tristeza e melancolia...quando os raios de luz de um novo dia, entraram pela janela do meu quarto,quisera eu não abrir os olhos,para que não fosses embora...tinha tanto para te contar.....tinha tanto para te confidenciar...
Tenho muitos amigos como deves calcular.Tenho amigos com quem converso,outros com quem riu e outros que estão lá se eu precisar....mas nunca mais tive ninguêm como tu.
São lagrimas de saudade que escorrem em meu rosto,por pensar que hei-de morrer um dia...sem nunca mais te vêr....hei-de morrer um dia...com saudades de ti.
Adoro-te.
Numa adoração que só tu conheces...numa adoração que só tu entendes.
Adoro-te num Amor só nosso, que nunca morrerá.
Vou rescrever aqui um poema teu...não te zangues comigo, por o fazer.
Até breve meu amigo....até breve.

                                                 Saudade
                   
Renasce em mim de novo a esperança
De vagas recordações
Canto o amor em odes
De tristezas absolutas
Luto contra a emoção
E mato a lagrima que percorre
O meu rosto cansado de tanto viver e amar.

Grito mais uma vez a tão Portuguesa palavra saudade
Até ás novas descobertas,até findarem as indefinições.
Estou desinteressadamente fatigado dos infinitos
Tudo termina de forma previsivél!

Necessito despreocupadamente de amar mais uma vez
De fazer do amor a mais bela doença contagiosa
E matar o pensamento desta saudade
Que me corrompe as entranhas do meu ser.

Não penso mais em olhar para o cèu
Terrivelmente tranquilo.
Prefiro olhar para o mar á minha frente
Sossegadamente ameaçador.

                            Carlos de Castro Machado

14 comentários:

Angel in the dark disse...

Sentimentos tão profundos nesta tua carta a um amigo, na nossa existência guardamos tão poucos desses amigos que nos deixam tantas saudades. A amizade assim tão pura, e tantas vezes imcompreendida, é dos mais belos sentimentos que se podem sentir.
Tal como tenho no meu blog:
"Um amigo é uma pessoa com a qual posso ser sincero. Diante dele posso pensar em voz alta." Emerson

Simplesmente adorei!
Angel

Fê-blue bird disse...

Amizade!
O mais nobre sentimento, tão emotivamente escrito por si.
Saudade!
Muito nossa, muito profunda.
Encontrou a conjugação perfeita das duas palavras. Parabéns!
Um beijinho comovido

Santo&Pecador disse...

Fantástico!
Por vezes existem amizades tão fortes, tão puras que são poucos os amores que a conseguem superar...
...por vezes, não arriscamos amar essa amizade, com medo da perder, no entanto ficamos sem saber se tivessem os arriscado, talvez tivéssemos ali o amor da nossa vida...


Beijo!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

O amor da amizade ultrapassa a barreira do tempo. E da propria vida. Porque mora connosco incorruptível.

Um beijinho e obrigado pelas sempres palavras.

António disse...

A carta está muito bem escrita...só não sei se é a um amigo!...os sentimentos são de uma profundidade intensa...

Beijinhos
António

segredo disse...

Minha querida,
ha amizades unicas de quem nos conhece tão bem quase como nós a nós proprios...
A saudade doi!Consome-nos!!!
Bom fim semana
Beijinho de lua*.*

Whispers disse...

Querida Moonlight,
Um amigo e um anjo que nos empresta as asas quando os nossos pes estao cansados.
Teu amigo era mais do que amigo....era uma amizade unica que ficou para sempre no teu ser.
Mil beijos e bom fds
Rachel

lynce disse...

Uma carta muito profunda, sem duvida. No entanto, presumo que estás a confundir a amizade com o amor. Desculpa-me se estiver equivocado.
Beijinhos e bom fim de semana!

A.S. disse...

Minha querida...

A amizade é a mais sublime forma de amor!


Beijosss
AL

Sonhadora disse...

Minha querida amiga
Que linda carta, sentimentos verdadeiros, uma amizade é para toda a vida, um amor...ou será ou não.

Adorei.

beijinhos
Sonhadora

sonho disse...

Hoje em dia é dificil encontar amigos assim...
Beijo d'anjo

Dark angel disse...

Feliz dia da Mãe... e amor maior que este... não há! Que seja muito mimada neste dia, Moonlight :)

Bjo.

Moonlight disse...

A todos que aqui passaram e comentaram meu post, agradeço desde já o carinho de todos. Pelas vossas palavras que sempre me encantam e brilham neste meu mundo da Lua.
Esta carta foi escrita por mim,saida na hora,sem rascunhos.Escrita com todo o sentimento verdadeiro e profundo de uma imensa e só Amizade.
A pessoa aqui referida é meu amigo á muitos e muitos anos.
Apesar de todos estes anos ter sido sempre uma grande amizade cheia de verdade e cumplicidade.
Muitos de vós pode não entender este sentimento,se por ventura nunca o tiverem tido em vossas vidas.Mas lhes digo que sim é possivél existir este sentimento de amizade entre um homem e uma mulher.E é dos mais puros sentimentos que existe.Como eu aqui disse e repito;
" Amizade é um Amor que não morre."
E esta é assim mesmo,porque existem varias formas de Amor.
Por vezes os caminhos desviam-se e temos que caminhar por caminhos opostos,mas sempre, sempre. com essas pessoas dentro do nosso coração.

A todos desejo um dia maravilhoso acompanhado de um,

singelo beijinho cheio de luar

Isa disse...

Saudade e Amizade,
são duas palavras que...
que transmitem sentimentos verdadeiramente sentidos.
Esta tua amizade que um dia deve ter sido uma grande amor ficou para sempre no teu coração, e no meu ver só um grande amor deixa tanta saudade...
Desculpa-me, não devia escrever estas palavras, se calhar estou a falar de mim.
Desculpa-me,

Um beijinho.