segunda-feira, 15 de março de 2010

..

                     Visto do Céu
          
(...) Ninguêm vê os mortos irem-se embora quando eles decidem realmente partir.É assim mesmo .Quanto muito,sente-se uma espécie de sussurro no ar,mais ou menos como uma mulher na ultima fila de uma sala de conferencias em quem ninguêm repara quando sai.Só os que estão juntos da porta,como a avó Lynn,é que dão por isso;para o resto,é como uma brisa inexplicável numa sala fechada.
A avó Lynn morreu uns anos depois,mas ainda não a vi aqui.Imagino-a no céu dela,a beber mint juleps com o Tennessee Williams e o Dean Martin.Aparece por cá quando lhe der na real gana,tenho a certeza.
Para ser honesta,confesso que ainda dou um saltinho á Terra de vez em quando para ver a minha familia.Não consigo evitar.E ás vezes tambem eles ainda pensam em mim.Não conseguem evitar.(...)
(...)Agora,estou num sitio a que chamo Céu Imenso,porque inclui todos os meus desejos mais simples e tambem os mais humildes e os mais grandiosos.A palavra que o meu avô usa é conforto.(...)



Susie Salmon tem o olhar vivo e irrequieto dos seus catorze anos. Observa o desenrolar da vida: os colegas, a família, o lente passar dos meses e das estações. Está tudo muito calmo, tudo parece muito acolhedor. Um único pormenor desmente tanta placidez: é que, de facto, Susie já morreu. Estranhamente, o céu parece-se muito com o recreio da escola, nem sequer faltam os baloiços. A pouco e pouco, Susie compreende que é o centro das atenções: os colegas comentam os rumores sobre o seu desaparecimento, a família ainda acredita que ela poderá ser encontrada, o assassino tenta esconder as pistas do seu crime...


Neste livro/filme, acompanhamos Susie, uma jovem de 14 anos que foi barbaramente assassinada pelo seu vizinho. No céu, Susie descrevemos como foi assassinada, como a sua família e amigos lidaram com a sua morte, como conseguiram viver as suas vidas com a dor, e como um assassino consegue escapar ou não da polícia.

Neste livro/filme, infelizmente apesar da história ser hoje em dia uma história comum existe um lado fantasticamente belo.
O outro lado.
Aquele lado entre a terra e o céu...
Aquele sitío que sempre me fascinou e me fez sempre imaginar como seria ou melhor como será.
Por incrivél que possa parecer, quando li este livro,no Verão de 2005,imaginei em meu pensamento certas imagens que agora, ao já ter assistido ao filme  se assemelham a minha ideológica, de como será esse sitio...
Um lindo e maravilhoso local onde consegui-mos usufruir das pessoas que gostamos mesmo não estando lá fisicamente.
Posso vos dizer que realmente encontrei neste livro/filme o que passo a transcrever;

"É um turbilhão de emoções
O filme centra-se em personagens de carne, osso e alma e fala--nos de forma comovente e tragicamente bela da vida e da morte, da perda e do trabalho de cura que o tempo faz em relação à dor. Da vida aqui na Terra e da espiritualidade, da raiva e do apaziguamento. Cada um de nós poderá fazer a leitura que quiser."

João Antunes-Jornal de Noticias






12 comentários:

continuando assim... disse...

mais logo, novo capítulo da história de Alice, lá no
... continuando assim...

Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso...
Talvez nem gostem da história...

Enfim...qualquer coisa, digam.
até logo
e obrigada por seguirem

Bj
teresa

O Árabe disse...

Eu gostei do filme, sim. E, precisamos admitir, é confortador pensar que eles continuam conosco. :) Boa semana!

Afonso Costa disse...

Tenho que ver esse filme. Adoro o tema e parece-me ser um óptimo filme mesmo :)

Pensador disse...

Eu li este livro faz algum tempo, é muito bonito. Não sabia que foi feito filme, gostei da notícia.

Oculto disse...

Vi o filme, e...

"Chocou-me a maldade do ser humano"

O fim é surpreendente, a realidade merecia ser assim.

beijo

Fê-blue bird disse...

Já vi o filme, magnífico. O realizador teve a arte de não explorar o crime em si, mas a "elevação" da jovem para a paz eterna!
Adorei!

A.S. disse...

Um belo texto! Acho que já li o livro...

Um beijOOO
AL

Jacarée disse...

Adorei...

Boa semana.
Bjs

segredo disse...

Minha querida li o livro e adorei. Tem uma historia mto cativante:)
beijinho de lua*.*

Secreta disse...

Não vi ou li... confesso que é um assunto que não me atrai muito...
Beijito :)

Dois Rios disse...

Muito interessante, ainda que infelizmente dói-me a certeza de que tudo acaba por aqui mesmo. Mas como sonhar é "confortante", vou acatar a sua sugestão e ver o filme.

Beijo,
Inês

ONG ALERTA disse...

Não fomos educados para entender a morte, ela nos assusta, da medo, até que um dia bate em nossa porta e ...aprendemos que a vida começla novamente em algum lugar de algum jeito...não existe morte apenas um novo recomeço, paz no coração.