segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Inocência Perdida




Em tempos quando era ainda
Uma menina, beija-flor
E num lugar que ficou longínquo
Cruzamos o nosso olhar.
Foste…
Foste um amor pensado
Um desejo realizado
Foste tempo consequente
D’onde estiveste sempre ausente.
Foste amor mal dado
Que jamais foi abençoado.
Lembras-te?
Das poucas coisas que me davas
E do tanto que te retribuía.
Foste tanto e tão pouco
Que nem a amizade foi consumada
Como se o pequeno beija-flor
Visitasse rosa envenenada.
Com a minha inocência perdida
Nunca esqueci a pureza dos meus sentimentos
E de todos os contratempos por ti criados
Foste…
Foste crueldade embrulhada em delicadeza.
Deixando sonhos bons abandonados.
E… foste a ferida que doía tanto
E por vezes tirava o meu sono,
Hoje é só cicatriz
Que não me faz pensar em nada.
Deixei de ser menina beija flor
E passei a ser Mulher
Mas sempre com o coração cheio de Amor.

          " A amizade é uma alma com dois corpos"
                                                                                                                        Aristóteles

Hoje agradeço uma vez mais o carinho de uma sincera amizade que nos foi sempre unindo ao longo de mais de um ano,meu amigo Alcides ,com seu Abismo Nocturno ( http://abismonoturno.blogspot.com/)e suas palavras magicas e seu ser fascinante.A verdadeira amizade é assim....não tem tempo nem limites,não contam as distancias nem as raças....é simplesmente....Simples e Pura!Assim é a nossa.Obrigada meu amigo por fazer parte do meu coração.
Um poema escrito a quatro mãos.
Um resultado maravilhoso!!!!
Meu amigo é sempre um prazer enorme desfrutar do seu bom gosto e das suas palavras poeticas para juntos realizarmos momentos tão magicos!

 


11 comentários:

A Magia da Noite disse...

perder a inocência é ter a noção da realidade fria do mundo em que nos movemos.

Bia Firpo disse...

É bom quando superamos os maus momentos, mas o melhor é que depois de nos afundarmos na dor, ao erguer os olhos vemos aqueles que ficaram ao nosso lado, os amigos, pacientes e solidários que nos momentos de dor nem conseguíamos ver. Tão bom tê-los!

Whispers disse...

Queridos,
Moonlight&Alcides
Existe uma altura na nossas vidas que somos beija-flor
Que temos um amor que mais doí do que dá alegria
Mas aprendemos com a vida
Que o amor não é um poema ou uma cantiga
O amor é algo que nasce no coração e muitas vezes morre no coração
E deixa ferida para o resto das nossas vidas

Queridos Amigos, o poema de vocês esta maravilhoso
Duas alma lindas que se juntaram e deram vida as palavras poéticas
Ainda um dia quando for grande (sou ainda menina) quero ser poeta como os meus dois amigos
Que venha muitos e muitos poemas feito as 4 mãos e dois maravilhosos corações, que eu aprendi a amar por letras, poemas e por a luz das vossas almas
Mil beijos em vocês os dois
Rachel

Mara Alves disse...

Moonlight,

Uma amizade, é o sentimento mais sublime do ser humano, e quando ela é verdadeira, dedicada e cultivada temos um sol, a brilhar para nós...

Não te conheço, mas deves ser uma pessoa cheia de doçura e palavras doces...

Beijo terno, nesse teu cantinho cheio de luar...

Nilson Barcelli disse...

Não é fácil resistir à "crueldade embrulhada em delicadeza".
Um belo poema, querida amiga. Contas-nos uma história muito comum, mas de maneira muito pessoal. Gostei imenso.
Feliz Natal.
Beijos.

Jacarée disse...

Parabéns,

Amizade...
Sincera,
faz de um Amigo um Irmão
E, do irmão um Amigo
pra guardar no CORAÇÃO.

Bjs Jacarée

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Muito bom o resultado !
O importante é que apesar das feridas abertas, elas cicatrizam e tudo passa.
Lindo poema.
Amei a foto também.
Obrigada pelas palavras carinhosas.
Um Natal de muito tranquilidade e um ano novo repleto de realizações.
Beijão !

Charlotte disse...

Que lindo poema Moonlight!
E adoro esta música!
Obrigada por este mágico momento:)

Beijinhos

Vento disse...

A amizade é assim mesmo...

Sincera e eterna

Beijo

Daniel Silva (Lobinho) disse...

*** FELIZ NATAL ***!

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Eu jurava que havia comentado este poema. Acho que não confirmei o que escrevi. Mas quero lhe agradecer o carinho, a amizadee a oportunidade de juntar minhas simples palavras às suas. Que 2010 nos traga muitas inspirações.

Um beijo aqui do litoral!
Alcides