terça-feira, 27 de outubro de 2009

Olhos tristes



Gosto de não ter tempo
Tempo...para me vêr...

Porque quando te olho no espelho

Acabo sempre por limpar essa  lagrima caída...
Nesse teu rosto refletido
Embaciado no tempo presente
Perdido no tempo passado
Distante e ausente...

Gosto de não ter tempo...
Tempo...para me vêr...


11 comentários:

Vento disse...

Moon

Deves olhar com outros olhos, procurar aquilo de belo que tens em ti e no que leio por aqui deves ser alguém com um coração do tamanho do mundo.

Sorri para ti...
afasta aquilo que não gostas de ver,
voa no teu reflexo
o teu olhar é único
sente-te.

Beijo

Nilson Barcelli disse...

E o contrário também é verdadeiro...
Mas gostei do poema e percebi que há veres dispensáveis. Ainda que outros sejam indispensáveis (como a autoestima, por exemplo).
Beijos...

Pensador disse...

Fugir de nós mesmos é sempre a pior saida. Encare-se de frente e lembre-se que, acima de tudo, é uma vitoriosa. Nunca deixe que lhe roubem este sentimento.
Um beijo e um uivo!

Charlotte disse...

Não tenhas medo de te olhar...acabas sempre por encontrar uma maneira de sorrires para ti própria...
Chorar também faz bem, mas sorrir faz ainda melhor!

Não te esqueças que antes de gostares dos outros, tens de gostar de ti própria!

Beijinhos Moonlight

Brisa Nordeste disse...

Pois deixa te dizer o que vejo nas imagens do texto: a exatidão que olhas;os limites perfeitos entre o fim e o começo. Caminhar de volta ou prosseguir?

Um gande e terno abraço!

segredo disse...

Pois o tempo por vezes faz nos pensar no k nao devemos...
Beijinho de lua*.*

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Um tempo para se olhar, um tempo para se refletir, um tempo para se amar.

Baijos!
Alcides

Bia Maia disse...

O problema não é o TEMPO...é a CORAGEM.

E posso lhe garantir: VALE A PENA!...

Beijos em você...

Biazinha....deusa do fogo...vai lá, vai...

Whispers disse...

Querida Moonlight.

Por vezes não se ter tempo
Nem olhar para a imagem que nos esta a olha
É um meio de esquecer
De não ver os olhos da outra
Daquela que nos olha no espelho
Se olharmos com atenção
Ela ate esta a censurar
Dos circulo em volta dos olhos
No rosto pálido e cansado
Sinais bem visíveis, de noites sem descansar
Por vezes mais vale não ter tempo
De não ter tempo de parar e pensar.
Sei que devia ser ao contrario
Que deviamos ter tempo
Principalmente de se falar com o nosso ''eu''
Só que quem tem a alma doente
Não quer na verdade ter esse tempo.
Querida Moonlight, lindas palavras, e a musica é linda
Não conhecia, adorei.
Desejo que tenhas tempo de sorrir e ser feliz
Porque mereces o ser
Mil beijos
Rachel

Secreta disse...

Por vezes ter tempo... faz com que vejamos mais do que aquilo que desejamos ver.
Mas, apesar de não gostarmos do que vemos, devemos sempre encarar de frente.
Beijito.

Rei Lagarto III disse...

O que vês não és tu. São os efeitos que a vida tem em ti

Não deixes

Beijo