sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Frustração...


«Quando te conheci,lias um romance de Anais Nin,na varanda da tua casa.Era Setembro e usavas fitas no cabelo.Deixaste-te ficar absorvida,sabendo que eu não tirava os olhos de ti,mas esqueceste-te de virar a pagina do livro....
Não me digas que, então não te amava...
Quem entende destas coisas não confunde Amor com Paixão.
As nossas primeiras conversas,foram sobre como seria mais tarde,connosco e não era nunca de uma casa que eu falava,mas de um lugar com muito chão,algumas almofadas e discos fora das capas.
Tu ouvias-me,com atenção.
Também expliquei,muitas vezes,a difícil teoria do desejo permanente e a relação disso com a intimidade ocasional.
Sabes...que reparava nos sapatos que levavas,quando ias a minha casa aos sábados á tarde...?
Já não usas fitas nos cabelos.
Agora já és apenas aquela que está sempre em casa quando chego...vivemos juntos.Enquanto eu faço a barba,tu lavas os dentes.
O cheiro da minha colónia mistura-se com o da tua.
Bem vejo a tua irritação,quando me enfronho nos meus livros,depois do jantar.E tu ficas á espera que eu invente uma saída,como fazíamos dantes.
Iamos a Óbidos,só para tirar fotografias!
Que aconteceu á tua cara?
Não te pedi que te tornasses a "dona" desta casa,e não esperes que eu te agradeça todo o trabalho.
O trabalho que tens para a manteres limpa e confortavél.
Cada botão que pregas na minha camisa,aproxima-te cada vez mais,da minha mãe...
O que é que perdes-te pouco a pouco,á medida que te fui conhecendo...?»

Este texto que aqui hoje vos apresento,não é de minha autoria,mas muito sinceramente não sei de quem é pois já há muito tempo que o escrevi e não sei de onde o tirei.
Mas é um texto que sempre me ficou no pensamento e acho que é bom de ser reflectido em todas as prespectivas...
O titulo que lhe dei,cada um de vós pode sentir como achar melhor...se a frustração pertence ao homem ou á mulher a quem é dirigido,eu tenho a minha propia opinião...
Espero que gostem!

11 comentários:

Anjo azul disse...

Começo por agradecer,
A tua visita, com carinho;
Foi um enorme prazer,
Encontrar-te no meu cantinho.

Como foi uma honra para mim,
Seguir pela tua rua;
E entrar neste jardim,
Onde vive "Um ser da Lua"

Que a vida te sorria
Sobre as pétalas de uma flor
E que o sol de cada dia
Te beije com muito amor

Anjo azul

Priscila Lima disse...

belissimo
Apaixonei!
Abraço
Priscila Lima

Pensador disse...

Gostei do texto.
Acho que a frustração não deve ser dirigida a qualquer dos dois, homem ou mulher. E sim à situação, que infelizmente é tão comum a tantos casais, e é o que acaba com tantos relacionamentos.
É preciso, é importante, a cada dia reinventar a relação. A cada dia conquistar pela primeira vez a pessoa amada.
E, assim, poder viver a cada dia um novo romance. Com a mesma pessoa amada.
Um beijo e um longo uivo!

Whispers disse...

Querida Moonlight!
Santo da casa nao faz milagres.
Infelizmente a vida vai desgastando.
Pra se viver e ser feliz deviamos namorar muito, deixar os pequenos problemas de lado e sobretudo soltar a crianca que temos dentro de nos.
Desejo que teu fim de semana seja maravilhos
Mil beijos com carinho
Rachel

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Faço minhas as palavras da Rachel. Há longos anos tudo tem dado certo por aqui.

Beijos!
Alcides

sonho disse...

Este texto descreve a realidade de muitos casais...mas...de quem será a culpa?Dos 2 porque ambos mudam...ou a vida os faz mudar...
Beijo de um anjo

susana disse...

Adorei o texto, e acho que o titulo se enquadra perfeitamente, aqui, a vida a dois por vezes tornasse assim, á que quebrar a rotina de parte a parte.

Bom fim de semana

A Magia da Noite disse...

a frustração é um vazio que algo em que acreditávamos nos deixou à sua partida.

Kika disse...

Tem selinho pra vc no meu blog.

Mara Alves disse...

Desculpe a invação do seu espaço,
mas tem aqui textos lindíssimos.

A frustação, nem pertence ao homem nem a mulhem. Apenas cada um deles vive entre quatro paredes não para fazerem o outro feliz, mas para serem eles felizes, quando vivemos para ver o outro feliz, alguém vai viver para nos fazer a nós felizes..

Spiritual disse...

Um amor de verdade encara todas essas provas como condimentos extra! Sim, porque não existe maior prova do que a rotina, do que o quotidiano... mas creio que é assim com tudo... não só no casamento... é preciso manter uma postura de quem tem vontade de viver para que a vida tenha algum sabor! Seja no casamento, seja onde for... a felicidade está dentro de nós e independe das provas que nos são oferecidas... e tantas vezes quanto mais difíceis as provas, mais gratificantes se tornam!! Na forma como eu o concebo, entre amor e paixão não existe diferença alguma... para quem vive num estado de permanente paixão para com a vida, porque não vivê-lo com os amigos, com a cara metade? Amor quer proximidade para se poder aprofundar... nem que seja para que depois tenha pernas para se sustentar... :) Felicidades!!