sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Inveja


"O invejoso,em vez de sentir prazer com o que possui,sofre com o que os outros têm."
Russell , Bertrand


Era uma vez uma centopeia que com suas cem patas era muito boa a dançar.Quando dançava,os animais do bosque reuniam-se para a admirar e todos estavam muito impressionados pela sua habilidade.Só um animal não podia suportar que a centopeia dançasse,um sapo...
"Como posso eu impedi-la de dançar",pensou o sapo.Não podia dizer que não gostava da dança nem que era melhor a dançar do que a centopeia,seria um absurdo.Por fim,tramou um plano diabólico.
Escreveu uma carta à centopeia:"Ó imcomparável centopeia!Sou um devoto admirador da tua requintada dança.Gostaria de saber como te moves a dançar.Levantas primeiro a perna esquerda numero 22 e depois a perna direita 59?Ou começas por levantar a tua perna direita numero 26 antes de levantar a tua perna esquerda numero 44?
Aguardo ansiosamente uma resposta tua.Saudações cordiais,o sapo."
Quando a centopeia recebeu esta carta,reflectiu pela primeira vez na sua vida no que fazia quando dançava.Que perna movia em primeiro lugar?E que perna vinha a seguir?
Certamente que não preciso de dizer o que aconteceu.A centopeia não mais voltou a dançar....

10 comentários:

Pensador disse...

Triste sentimento, a inveja.
Arma dos incompetentes, destrutiva como nenhuma outra.
Que apodreça o sapo em seu charco, em minhas noites de lobo, um invejoso como ele só terá o meu desprezo.
E que, em meus dias de homem eu possa transformar qualquer nascente sentimento vil como este em estímulo para me superar e melhorar.
Um longo uivo e um beijo carinhoso!

Dead Porcelain Doll disse...

A centopeia devia ser parvinha então... :D Era daquelas centopeias que faziam as coisas por IMPULSO, por INTUIÇÂO apenas, sem saber o que andava a fazer... tadita! Estava de facto condenada a que tudo na sua vida desmoronasse... Será que o sapo só lhe pediu que reflectisse sobre a sua dança? Ou brincou com os sentimentos mais profundos da centopeia?? Será que o sapo percebeu realmente a dança da centopeia?? Ou andava tão a leste do paraíso que viu uma dança e lhe pareceu outra? Humm... esta história parece MESMO muito mal contada... ;) Acho que o sapo não era invejoso... acho que era mesmo parvo e a sua parvoíce vinha de achar que era esperto!! ;)

Se a centopeia o magoou simplesmente por estar feliz... então a responsabilidade por essa dor resume-se ao próprio sapo... :)

Mas sabes, não se trata de uma novidade para mim, esta história... é apenas a confirmação daquilo que sentia, de facto.

A centopeia dançava porque lhe apetecia dançar... nunca dançou nem fez nada nunca na sua vida para ninguém ver. Provavelmente era uma centopeia que queria muito que a deixassem em paz... mas realmente, os sapos deste mundo não conseguem mesmo ver ninguém feliz... se quizessem partilhar dessa felicidade seria tão fácil... era só entrar na dança!! :)

Mas não... os sapos são assim... preferem utilizar métodos tristes e baixos... tudo por estarem convencidos que são mais e melhores que os outros... E ainda por cima acharem que podem brincar com os seus sentimentos e com as suas vidas!! Estarem convencidos que, através dos seus métodos sórdidos conseguem ensinar alguma coisa a alguém... ou até mesmo ajudar alguém. E acham que têm razão, porque no fundo acham que quem se acha melhor é a desgraçada da centopeia que está quieta na sua vida e quer que a deixem em paz.

Mas as centopeias têm a dança no sangue e se forem realmente inteligentes sabem tirar proveito das pedras que lhes atiram... e constróem castelos. De preferência longe dos olhos invejosos dos sapos... e se os sapos não forem tão parvos como parecem, ficam quietinhos e educadinhos no seu canto e talvez ainda vejam algum desses castelos... e se não forem muito parvos, talvez possam aprender qualquer coisita... até porque a centopeia lá vai aprendendo alguma coisa com o sapo (quando ele se disponibilizaa ensinar-lhe algo de forma POSITIVA)... agora se ele se meter com merdas, vai acabar a chuchar no dedo... porque a paciência das centopeias tem limites, certo?? Tudo tem limites, pois, pois!! Grande lição esta!! Convinha que entrasse na cabeça casmurra do sapo!! :)

Beijokas grandesss!!

sonho disse...

Pois e a centopeia deixou de dançar...por causa de um estupido qualquer...Querida como essa historia mexe comigo...já deixei de fazer algumas coisa por causa de sapos(as)que se armam em parvos(as) e usam as armas mais baixas para alcaçarem os seus objectivos...e infelizmente conseguem o que querem...mas tambem te digo...os maiores culpados somos nós...que deixamos esses sapos(as) entrar na nossa vida...
Beijo de um anjo

Dead Porcelain Doll disse...

... e se os sapos não forem tão parvos como parecem, ficam quietinhos e educadinhos no seu canto e talvez ainda vejam algum desses castelos...

Ups... já tinha escrito isto... peço desculpa!! :D

O sapo tem-se em muito alta conta... achar que a centopeia ia deixar de dançar por causa dele eheheh :D Mas vai ter de deixar de se armar em estúpido e ficar quieto, porque se não ficar, a centopeia repete: vai dançar para outros sítios, que não lhe faz diferença nenhuma!! Certoo?? Certo!!! :) (ela não vai dizer mais vez nenhuma e ela gosta de cumprir com o que diz!! è que ela não deve mesmo nada ao parvalhão do sapo!! :D)

Beijosss!!

Kika disse...

Meu Deus...
Coitada da centopeia...
A inveja é o mal do mundo msm.
Rs.
E o pior é que não temos como se livrar dela. Ela está em todas as partes.

Charlotte disse...

História interessante esta.
Mais uma prova em como a inveja é a mãe de todos os males deste mundo...e o pior é que, por vezes, os que invejam, camuflam a inveja com a admiração, como o sapo.

Quem se sente invejado, não pode, mas é que não pode mesmo, deixar de ser quem é e continuar com a sua vida alegre e despreocupadamente e deve, mas é que deve mesmo, ignorar os "sapos" que vão aparecendo na sua vida.

Beijinhos Moonlight

Whispers disse...

Minha querida Moonlight.
De todos os sentimentos inveja é o pior.
Sentimento sim, porque inveja é um sentimento doente.
Julgo que nunca senti inveja de ninguém.

Acredito que todos tem aquilo que merecem.
Aqui se faz aqui se paga, a vida anda a volta....um dia meu....outro, será teu....
Ao ler a historia pensei em quantas centopeia ( na vida)não são grandes bailarinas por alguém lhes cortar os pes com a força da inveja
Minha querida Amiga, desejo que tenhas um fim de semana maravilhoso
Mil beijos com carinho
Rachel

Dois Rios disse...

Querida Moonlight,

A inveja é o resultado da incapacidade de roubar o dom do outro ao invés de buscar dentro de si o seu próprio dom.

Beijo,
Inês

♥ ♥ Rabiscando disse...

Como disse o pensador, triste sentimento dos q não acordaram ainda para a vida.

Um ótimo fds prá vc!

beijos!

A.S. disse...

AH! Quanto de verdade existe nesta história!...


Meus beijos...