segunda-feira, 22 de junho de 2009

Imensidão dum nada...


Não consigo atravessar a linha ténue que nos separa.
Não sinto teu olhar aquecer-me mais.
Não te tenho mais em mim.
Não me obrigues a aceitar o que não quero mais retribuir.
Deixa-me voar livre,sem remorsos de te abandonar e te deixar de sentir.
Entende que este mar jamais terá a mesma corrente,existem remoinhos e correntes fortes que não mais te deixaram navegar...
Sou livre aos olhos do mundo,mas meu voar é de lamento.
Não me aprisiones numa gaiola que não é do meu tamanho.
Solitáriamente aprecio esta imensidão azul a que me entrego totalmente.
E neste vazio construo uma viagem sem regresso onde me encontrar...



12 comentários:

Dois Rios disse...

Querida Moonligh,

Há um trecho em D. Casmurro, de Machado de Assis que diz que o homem consola-se mais ou menos das pessoas que perde, mas quando a falta é de nós mesmos, a fenda é mais ampla.
Enfim, não há solidão mais funda do que a de nós mesmos.

Beijos, minha linda!
Inês

Whispers disse...

Querida Monnlight!

Seria fácil dizer,abre a gaiola dourada e voa livre,procura outros mares e outros ares
Mas,na verdade não é tão fácil assim
Por vezes tentamos nos encurralar em situações que não sabemos sair,o que é fácil para uns é tão difícil para outros.
Claro que não devemos levar a vida a lamentar o passado,a lamentar o que já passou,porque na verdade tudo tem uma altura na vida.

Me encontro na tua leitura,me vejo em cada palavra,dizer que é fácil,não é,dizer que temos,também não é fácil

Desejo uma semana maravilhosa para ti
mil beijinhos com carinho
Rachel

Looks4u disse...

Abre a porta sem medo... e voa... voa... ;)

Bjs

Porcelain Doll disse...

Liberta-te... e aquilo que já não desejarás voltará para ti em toda a sua plenitude... :)

Beijinhos grandes!

Monilis disse...

Moonlight,
AS vezes só nós temos o poder e dever de alçar vôo e voar e ser feliz e não infeliz.
Amei o texto, amei da profundidade dele, e a identificação dos fatos.
Beijos

Edu disse...

Quando se ama alguem, se esse alguem quiser ir , pode o fazer sem remorsos, sem arrependimento , pois se o faz ´e o melhor para ela, ´e n´os que ama-mos , embora custe ve-la partir, percebe-mos e ficamos felizes por isso, por isso parte nessa viagem a tua procura, quem te ama vai perceber.

ŁǺи¥ disse...

Sabe querida, é exatamente assim que me (sinto) senti na minha relação com meu (ex)marido... (não sei se já te falei a respeito... mas fui casada a 7 anos... estou separada a 5 meses) estamos nesse processo... queria tanto que ele me deixasse ir tranquilamente... que como vc mesma disse, que não me obrigasse a querer, "a aceitar o que eu não quero mais
retribuir..."
Mas, se ele não me deixa "voar livre sem remorços"... se infelizmente prefere ir por esse caminho, sinto muito, mas não desisto e muito menos abro mão de ser feliz com algo que descobri que é possivel ter/viver... que vale muito a pena... e que me fez/faz muito feliz...

Não desista querida...

Beijinhus

Secreta disse...

Por vezes precisamos que nos libertem , que nos deixam ganhar asas e voar... voar para longe daquilo que vivemos no momento.
Beijito.

lua prateada disse...

Não te deixes aprisionar NUNCA liberta o maior potencial que existe o teu querer!!! sai da gaiola segue parte VOAAAAAAAAA
Beijinho prateado

SOL

†¦-¦¡åGø disse...

Voe sem remorso. Vale muito a pena ser feliz.

Abraço...........................

Lita disse...

Amiga Moonlight
Quem me dera que me deixa-se
partir, quem de dera que sai-se da minha vida, só quando sair de livre vontade, me deixará a mim livre para as minhas vontades.
Quem me dera quebrar nós, na esperança de seguir um caminho.
Estou aqui contigo!
Um beijo
Lita

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Há muito tempo conheço um pensamento assim:

"Ninguém pode amar por você e sentir a dança do amor e da dor em seu lugar. Sua vida só você a vive".

Para onde quer que voares, desejo sorte e tranquilidade na hora do pouso.

Um beijo!
Alcides

PS. CORAGEM!