quarta-feira, 8 de abril de 2009

Tempo


Grito ao vento...dá-me tempo para te dizer adeus...
Quero saber se te recordas que um dia te fiz feliz.
Tolero em mim uma ausencia de afecos,porque este vento dita o incerto.
Fecho-me na imensidão deste Amor,lembrando-me que um dia tambem fui feliz.
E grito a este vento...gostaria de te ter aqui...
Olho ao fundo deste horizonte que me afasta daqui e fico apenas com a certeza que não te vou conseguir beijar,abraçar,fazer amor contigo...nunca mais...
Uma lagrima caida,sem tempo de escorregar neste meu rosto,seca por este vento que passa sem me dar um sinal de ti.
Eu conheço-me,e por racionalmente eu pense que ainda gostas de mim...sei tão bem que não nos iremos mais amar.
Grito ao vento....dá-me tempo para te dizer adeus...

7 comentários:

BC disse...

Vou estrear os comentários_________obrigada pela visita, muitos sorrisos e...
Boa Páscoa
Bjs
Isabel

BC disse...

Agora também em "OUTROS SORRISOS"
bc-outrossorrisos.blogspot.com
Isabel

Cotovia disse...

...obrigada pela doçura das palavras que deixas no meu blog.

Quanto ao tempo, ah...o TEMPO, é o nosso melhor amigo. Cura tudo!


Uma boa Páscoa

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Ontem foi um "bad day" para os usuários do serviço da telefonica aqui em São Paulo, ficamos sem conexão.

Seu post de hoje fez lembrar a música "Inverno", da Adriana Calcanhoto e Antonio Cícero:

No dia em que fui mais feliz
Eu vi um avião
Se espelhar no seu olhar até sumir
De lá pra cá não sei
Caminho ao longo do canal
Faço longas cartas pra ninguém
E o inverno no Leblon é quase glacial

Há algo que jamais se esclareceu
Onde foi exatamente que larguei
Naquele dia mesmo
O leão que sempre cavalguei

Lá mesmo esqueci que o destino
Sempre me quis só
No deserto sem saudade, sem remorso só
Sem amarras, barco embriagado ao mar
Não sei o que em mim
Só quer me lembrar
Que um dia o céu reuniu-se à terra um instante por nós dois
Pouco antes de o ocidente se assombrar


... e também a dos Paralamas do Sucesso: "Quase um segundo":

Eu queria ver no escuro do mundo
Onde está o que você quer
Pra me transformar no que te agrada
No que me faça ver
Quais são as cores e as coisas pra te prender
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei

Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?

Às vezes te odeio por quase um segundo
Depois te amo mais
Teus pêlos, teu gosto, teu rosto, tudo
Tudo que não me deixa em paz

Quais são as cores e as coisas pra te prender?
Eu tive um sonho ruim e acordei chorando
Por isso eu te liguei

Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda pensa?

... Conheço uma frase que diz: "Saudade sim, tristeza não!"

Um beijo"
Alcides

Λύκος disse...

Olá,

obrigado pela visita ao blog e pelo elogio mencionado. Gostei das leituras que encontrei no teu espaço, espero poder acompanhá-la.

Gostei deste teu texto "Tempo", "Grito ao vento...", neste trecho, se me permite, compartilho um aforismo de um filósofo alemão:

A minha felicidade

"Desde que me cansei de procurar,
aprendi a encontrar;
Desde que o vento começou a soprar-me na face (me opôs resistência),
velejo com todos os ventos."
(A Gaia Ciência, Nietzsche)

Forte abraço.

lua prateada disse...

Acho que todas(os) já passámos uns mais outros menos por tudo isso e dói...dói muito!....
Olá passei para deixar o desejo de uma Páscoa Feliz e, que o sangue que o Nosso Jesus derramou para nos salvar NUNCA seja em vão que saibamos todos reconhecê-lo como nosso SALVADOR !....
Beijinho com carinho.

SOL

rui disse...

Grito ao vento....dá-me tempo para te dizer adeus...

MOONLIGHT...O tempo limpa tudo ou quase tudo.. mas deixa marcas algumas ..muito fortes na nossa memoria.."Grito ao vento....dá-me tempo para te dizer adeus"
Aqui vai depender da velocidade que ele vá..e porquê?..porque nos dias que correm ...nao se pode perder felicidade e cada um sabe bem o que deseja para Si...existem intempérides muito fortes..que depois da destruicao..nunca mais voltam ao que eram .....

gostei da forma que escrevestes
ta um texto sentido...muito Puro

um beijo.......
Rui