terça-feira, 14 de abril de 2009

Dôr...



Quisera eu um dia me elevar e poder me transformar,para te poder encontrar e contigo me abandonar,sem medo de me tornar a encontrar.


Nesta noite em que me abandono de desejos e me acalmo de dores não visiveis,quero apenas te recordar,lembrar e te poder vislumbrar.


Um momento,um unico momento,antes de me encurralar dentro do meu mundo ficar,para um dia me relembrar como foi dificil te deixar.


E não quero mais chorar,por este amor que me afasta de mim,me mata devegarinho,onde já não existe um caminho,onde me possa desenhar.


4 comentários:

ŁǺи¥ disse...

Sofrer por amor... nossa sei muito bem o que é isso... doloroso!
Difícil não é lutar por aquilo que se quer... E sim dessistir daquilo que se ama. Mas passa...

Excelente noite!!

Beijos

=)

Isa disse...

Continuo a chorar por este amor que se afasta de mim.
Como é possivel o amor matar...
É dificil e não consigo esquecer este amor.
Não desisto
Não consigo desistir
Este meu amor é verdadeiro.

Beijos

A Palavra Mágica disse...

Moonlight,

Decidir parar de chorar é um caminho que se abre para o sorriso.

Tenho um poema inacabado que serve para várias situações:

"E a ferida que doía tanto
e por vezes tirava meu sono
hoje é só cicatriz
que não me faz pensar em nada."

Tudo passa, desde a dor de dente até a dor da alma.

Um beijo!
Alcides

Edu disse...

Bem tas on fire.
Andas a escrever a brava, começo a ficar preocupado com tu. lol
Muito sofrido este texto.
bj